Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48880
Title: Caracterização dos parâmetros reprodutivos de ratos diabéticos tratados com castanha do Brasil e selenito de sódio
Authors: Aguiar Junior, Odair Aguiar Junior [UNIFESP]
Nascimento, Leonardo Parreira Silva [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: reprodução
espermatozoides
selênio
diabetes
castanha do brasil
Issue Date: 30-Jan-2013
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: NASCIMENTO, Leonardo Parreira Silva. Caracterização dos parâmetros reprodutivos de ratos diabéticos tratados com castanha do Brasil e selenito de sódio. 2013. 83 f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2013.
Abstract: A hiperglicemia diabética é conhecida por causar um desequilíbrio entre a defesa antioxidante endógena e a produção de espécies reativas de oxigênio. Estresse oxidativo desencadeia diversos danos ao sistema reprodutor masculino. A suplementação com nutrientes que possuem função antioxidante tem se mostrado protetora contra esses danos. A castanha do Brasil é um alimento com alto poder antioxidante, devido a sua grande quantidade de selênio. Os objetivos do presente estudo foram caracterizar os parâmetros reprodutivos dos ratos Wistar diabéticos e avaliar os efeitos protetores ou atenuantes do extrato de castanha do Brasil e do selenito de sódio, sobre as possíveis alterações induzidas pela doença. Seis grupos (n=8/grupo) foram utilizados: 3 grupos com diabetes induzido (controle, tratado com extrato de castanha do Brasil e tratado com selenito de sódio) e 3 não diabéticos (controle, tratado com extrato de castanha do Brasil e tratado com selenito de sódio). Para induzir o diabetes, 65 mg/kg de estreptozotocina diluída em tampão citrato foi injetada intravenosamente, enquanto os animais controles receberam injeção com tampão citrato. Os grupos que receberam extrato de castanha do Brasil e solução aquosa de selenito de sódio (ambas com concentração de selênio de 0,112 ng/g) foram tratados diariamente por 56 dias. O grupo controle recebeu doses diárias de água. Foram analisadas massa corporal e peso de órgãos e glândulas acessórias, além da produção espermática diária, morfologia espermática, histopatologia testicular, níveis de testosterona e marcadores antioxidantes. Houve diferença significativa entre o grupo diabetes e o grupo controle não diabético no ganho de massa corporal, peso dos órgãos reprodutivos (testículo, epidídimo, próstata ventral e vesícula seminal), morfologia espermática, produção espermática diária, contagem espermática no epidídimo, níveis de testosterona e glutationa peroxidase. Os tratamentos com extrato de castanha do Brasil e selenito de sódio foram capazes de melhorar significativamente a produção espermática diária, porcentagem de área tubular e a atividade da glutationa peroxidase, além de diminuir os níveis glicêmicos dos animais diabéticos e nos animais controle. Além disso, os danos causados ao epitélio seminífero, encontrados em animais com diabetes, não foram observados nos grupos diabéticos tratados com extrato de castanha ou selenito de sódio. O estresse oxidativo originado da hiperglicemia, aliado à alteração nos níveis de testosterona, podem ter sido os causadores dos danos observados. Selênio, em ambas as formas, pode ter atenuado tais danos, possivelmente devido a suas propriedades antioxidantes e hipoglicemiantes.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48880
Other Identifiers: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=109517
Appears in Collections:Dissertação de mestrado

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.