Pesquisa: desigualdades e vulnerabilidades na epidemia de COVID-19: monitoramento, análise e recomendações

Pesquisa: desigualdades e vulnerabilidades na epidemia de COVID-19: monitoramento, análise e recomendações

Author Furtado, Lumena Almeida Castro Autor UNIFESP Google Scholar
Nasser, Mariana Arantes Autor UNIFESP Google Scholar
Nakano, Anderson Kazuo Autor UNIFESP Google Scholar
Fegadolli, Claudia Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Cristiane Gonçalves da Autor UNIFESP Google Scholar
Souza, Luciana Rosa de Autor UNIFESP Google Scholar
Rodrigues, Joana de Fátima Autor UNIFESP Google Scholar
Paula, Liana de Autor UNIFESP Google Scholar
Bragagnolo, Larissa Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Description No dia 23 de março de 2020 foi publicizado o resultado do Edital Monitoramento, Análise e Recomendações diante da Pandemia COVID-19 na Região Metropolitana de São Paulo, uma parceria entre a Unifesp e a Fundação Tide Setubal, com a escolha do Projeto de Pesquisa Desigualdades e Vulnerabilidades na Epidemia de Covid-19: Monitoramento, Análise e Recomendações. Esta pesquisa foi desenvolvida em seus dezesseis territórios situados em seis campi da Unifesp, Campus São Paulo e Zona Leste em São Paulo, campus Diadema, campus Osasco, campus Guarulhos e campus Baixada Santista, em cinco municípios. Em um momento em que as universidades públicas se encontram sob ataque e o conhecimento científico é deslegitimado por discursos retrógrados e obscurantistas, explode a pandemia de COVID-19 que, dentre diversos efeitos, provoca uma forte tensão entre as explicações racionais, formuladas segundo os métodos lógicos e científicos, e as opiniões infundadas disseminadas pelos canais de comunicação atuais. Nas discussões em torno da pandemia de COVID-19, as disputas entre os argumentos baseados, de um lado, na ciência racional e, de outro lado, nas opiniões dissociadas de evidências empíricas, extrapolam o campo analítico e discursivo. Tais argumentos são inevitavelmente utilizados nos processos de tomadas de decisões individuais e coletivas, governamentais e não governamentais, pessoais e institucionais. Essas decisões orientam ações preventivas e de enfrentamento relativas àquela pandemia. A natureza e os impactos dessas ações variam em função dos tipos de argumentos utilizados nos seus respectivos processos de tomadas de decisão. Ações oriundas de decisões informadas por argumentos baseados em subsídios científicos produzem efeitos e consequências que se diferenciam dos efeitos e das consequências produzidos por ações realizadas a partir de decisões tomadas com base em argumentos informados por opiniões inconsistentes e sem fundamento empírico e científico. Todas aquelas ações, em especial as de prevenção e enfrentamento à pandemia de COVID-19, afetam as condições de vida das pessoas.
Abstract Pesquisa desigualdades e vulnerabilidades na epidemia de COVID-19 [livro eletrônico] : monitoramento, análise e recomendações / UNIFESP ; Fundação Tide Setubal ; Coordenação geral Lumena Almeida Castro Furtado. -- São Paulo : UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO, 2021.
Keywords COVID-19 (Doença) - Aspectos sociais - São Paulo, Região Metropolitana de (SP).
São Paulo, Região Metropolitana de (SP) – Condições sociais.
Política pública. Violência – Aspectos sociais.
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage São Paulo
Language Portuguese
Date 2021
Publisher Laboratório de Saúde Coletiva (LASCOL)
Extent 298 p.
Origin www.lascol.com.br
Access rights Open access Open Access
Type Book
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/61363

Show full item record




File

Name: Ebook final.pdf
Size: 24.43Mb
Format: PDF
Description: e-book: Relatório de pesquisa
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account