Wrỳwrỳcahàcre e/ou Amnhecannápatsỳ: Plantas que ajudam a lembrar das coisas?

Wrỳwrỳcahàcre e/ou Amnhecannápatsỳ: Plantas que ajudam a lembrar das coisas?

Alternative title Wrỳwrỳcahàcre and/or Amnhecannápatsỳ: Plants that help you remember things.
Author Machado, Fernando Cassas Salles Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Carlini, Elisaldo Luiz de Araújo Autor UNIFESP Google Scholar
Graduate program Biologia Química
Abstract O uso de plantas pela população humana com diversas finalidades dá-se desde a antiguidade. A riqueza das espécies vegetais do Brasil é considerável dado que é um país megadiverso junto aos outros países que reúnem 50% das espécies vegetais e animais do planeta. Dentre a diversidade de efeitos descritos, é de nosso interesse aquelas que têm efeitos de melhorador cognitivo. Este estudo avaliou, o efeito do extrato da planta Byrsonima subterranea (Malpighiaceae), um espécie encontrada no cerrado brasileiro e utilizada como melhorador cognitivo, conforme indicação etnofarmacológica levantada pelo CEBRID com os índios Krahô (Goiatins-TO) em 2002. Através das abordagens de extração a frio por maceração e extração a quente por Soxhlet, foram preparados, a partir das folhas, os extratos brutos em álcool etílico e água. Por meio das técnicas de cromatografia líquida de alta performance (HPLC), foi possível conhecer o perfil químico dos extratos analisados. No entanto, não foram observadas diferenças significativas no perfil dos diferentes extratos, ou seja, a polaridade dos solventes utilizados interferiu no rendimento dos componentes majoritários, porém não na sua variedade química. A partir do extrato aquoso (Soxhlet) da B. subterranea foi realizada a espectrometria de massas onde foi possível indicar que os constituintes químicos majoritários são da classe dos flavonóis sendo a sub classe do grupo das quercetinas. Com o extrato aquoso foram conduzidos os ensaios de farmacologia pré-clínica Labirinto em Cruz Elevado Modificado (LCEM, 4 grupos; n=8/grupo) e Esquiva Inibitória (4 grupos; n=10/grupo). Foram utilizados ratos machos adultos Wistar provenientes do CEDEME os quais foram mantidos em condições de luminosidade, humidade e temperatura controlados. Além do grupo controle (veículo, Tween 80 - 12%) foram administrados o extrato aquoso em três doses diferentes, isto é, 250; 500 e 1000 mg/kg de animal. No LCEM os animais foram submetidos a duas sessões: treino, que possibilitou análise da aquisição da memória e retenção de curto prazo e de longo prazo, no teste, 24 horas após o treino ou aquisição. Para as análise de ansiedade foram consideradas a porcentagem e tempo total nos braços abertos (BA) na sessão de treino; para avaliar memória foram consideradas a porcentagem de entrada nos braços fechados [aversivo (BFAV) e não aversivo (BF)], além do número de entradas e tempo de permanência no BFAV e, motricidade, número de entradas no BF, em ambas as sessões. Não foram encontradas diferenças estatísticas nos parâmetros de motricidade, ansiedade e na memória de longo prazo (P<0,05). Entretanto, as doses 250 e 500 mg/kg, quando comparadas ao comportamento do grupo controle, revelou efeito na memória de curto prazo (P <0,05). No teste de Esquiva Inibitória os animais foram submetidos a sessão de treino (0 h)) e teste após 24 horas para verificar o efeito do extrato na memória de longo prazo. Após 48 e 72 horas observou-se a extinção da memória. Neste modelo verificou-se que a dose 1000 mg/kg aumentou a consolidação da memória de longo prazo como também aumentou a taxa de extinção da memória.

The use of plants by the human population for several purposes has occurred since antiquity. The wealth of plant species in Brazil is considerable given that it is a mega-diverse country with other countries that gather 50% of the world's plant and animal species. Among the diversity of effects described, it is of our interest those that have effects of cognitive enhancer. This study evaluated the effect of the Byrsonima subterranea plant extract (Malpighiaceae), a species found in the Brazilian Cerrado and used as a cognitive enhancer, according to the ethnopharmacological indication raised by CEBRID with the Krahô Indians (Goiatins-TO) in 2002. Through the approaches of cold extraction by maceration and hot extraction by Soxhlet, crude extracts were prepared from the leaves in ethyl alcohol and water. By means of high performance liquid chromatography (HPLC) techniques, it was possible to know the chemical profile of the extracts analyzed. However, no significant differences were observed in the profile of the different extracts, that is, the polarity of the solvents used interfered in the yield of the major components, but not in their chemical variety. From the aqueous extract (Soxhlet) of B. subterranea mass spectrometry was performed where it was possible to indicate that the major chemical constituents are of the class of flavonols being the subclass of the quercetin group. With the aqueous extract, the preclinical pharmacology tests were performed in Modified Plus Maze Avoidance Task (PM-DAT), 4 groups, n = 8 / group) and Inhibitory Avoidance (4 groups, n = 10 / group). Adult male Wistar rats from CEDEME were used, which were maintained under conditions of controlled luminosity, humidity and temperature. In addition to the control group (vehicle, Tween 80-12%), the aqueous extract was administered in three different doses, i.e., 250; 500 and 1000 mg / kg of animal. In the LCEM, the animals were submitted to two sessions: training, which allowed analysis of memory acquisition and short-term and long-term retention in the test, 24 hours after training or acquisition. For the analysis of anxiety were considered the percentage and total time in the open arms (BA) in the training session; (BFAV) and non-aversive (BF), as well as the number of BFAV inputs and length of stay, and motor function, number of BF inputs in both sessions. No statistical differences were found in the parameters of motor, anxiety and long-term memory (P <0.05). However, doses 250 and 500 mg / kg, when compared to the control group, showed an effect on short-term memory (P <0.05). In the Inhibitory Avoidance test, the animals were submitted to a training session (0 h) and tested after 24 hours to verify the effect of the extract in long-term memory. After 48 and 72 hours, the extinction of the memory was observed. In this model, it was found that the 1000 mg / kg dose increased longterm memory consolidation as well as increased the memory extinction rate.
Keywords Farmacologia pré-clínica
Memória
Aprendizagem
Plantas medicinais
Etnofarmacologia
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Diadema
Language Portuguese
Sponsor Não recebi financiamento
Date 2019-02-28
Research area Biologia Química de Produtos Naturais e Sintéticos
Knowledge area Biologia química
Publisher Universidade Federal de São Paulo
Extent 106 f.
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/57104

Show full item record




File

Name: Dissertação - Fernando Cassas Salles Machado.pdf
Size: 8.087Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account