Teoria da Mente e Pragmática da Linguagem: estudo com crianças com Transtorno do Espectro do Autismo

Teoria da Mente e Pragmática da Linguagem: estudo com crianças com Transtorno do Espectro do Autismo

Author Buso, Maria Stephani de Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Panciera, Sara Del Prete Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract A compreensão do mundo social está ligada às habi lidades sociocognitivas que se desenvolvem progressivamente e que nos permitem atribuir a outras pessoas estados mentais como desejos, intenções e crenças. O objetivo deste estudo foi investigar a interface entre o desenvolvimento sociocognitivo e o da lin guagem, analisando as relações entre teoria da mente e pragmática da linguagem em crianças autistas. Participaram do estudo 24 crianças brasileiras, com Transtorno do Espectro do Autismo de grau leve, de 6 a 12 anos de idade, com alfabetização iniciada ou completa. Para a avaliação das habilidades sociocognitivas foi utilizada a escala de tarefas de teoria da mente, como elaborada por Wellman e Liu; e, para a avaliação da compreensão que a criança manifestava em relação à dimensão pragmática da linguagem ut ilizou se um instrumento que solicitava que a criança fizesse julgamentos a respeito de enunciados literais e não literais (estes últimos, considerados em duas subcategorias, a saber, implicaturas conversacionais e expressões idiomáticas ). Os resultados in dicaram que os dois instrumentos foram adequados à utilização com crianças autistas, na faixa etária estudada, e que foram sensíveis às variações de compreensão tanto da teoria da mente como da pragmática da linguagem, não sendo verificado efeito chão ou e feito teto. Os dados não indicaram relação significativa entre idade e desempenho nas tarefas de teoria da mente, nem de pragmática, mesmo sendo ampla a diferença de idade entre as crianças. Entretanto, encontrou se relação significativa em dois casos: 1) as crianças, de forma geral, manifestaram uma compreensão da linguagem literal significativamente superior à compreensão que evidenciaram das implicaturas conversacionais e das expressões idiomáticas (p<0,05), como esperado; mas também, 2) as crianças que tiveram sucesso na realização das tarefas específicas de falsa crença foram as que tiveram melhor desempenho particularmente nas tarefas de expressões idiomáticas (p<0,01). Esses resultados, obtidos junto a crianças brasileiras, reforçam a importância fund amental da linguagem para as habilidades sociocognitivas e concordam com estudos recentes que apontam e exploram a relevância da dimensão pragmática da linguagem no desenvolvimento de uma teoria da relevância da dimensão pragmática da linguagem no desenvolvimento de uma teoria da mente, especialmente para compreensão da falsa crença.mente, especialmente para compreensão da falsa crença.

The comprehension of the social world is connected to the social cognitive abilities that develop progressively and that allow us to assign mental states to other people, like desires, intentions, and beliefs. The goal of this study was to investigate the interface between the social cognitive and language developments, analysing the relations between theory of mind and the pragmatic component of language activity in autistic children. Twenty-four Brazilian children participated in the study, all autistic in a light degree, between 6 and 12 years of age, with literacy initiated or complete. For the evaluation of social cognitive abilities, the theory of mind scale, like elaborated by Wellman and Liu, was used; and, to the evaluation of the comprehension manifested by the child about the pragmatic component of language, it was used tasks that requested the child to make judgments about literal and non-literal statements (the later considered in two subcategories that allowed further analysis: conversational implicatures and idiomatic expressions). The results indicated that both instruments were suitable to the use of autistic children, of the age group studied, and that they were sensitive to the variations of comprehension both from the theory of mind as of the pragmatics, with no evidence of floor effect or ceiling effect. The data doesn't indicate a statistical relationship between age and performance on the theory of mind tasks, nor of pragmatics tasks, even though the age difference between the children was broad. However, an statistical correlation was found in two cases: 1) the children, as a whole, manifested a comprehension of literal language significantly superior to the comprehension that they showed towards conversional implicatures and idiomatic expressions (p>0.05), as expected; but also, 2) the children who had success in the performance of tasks specific to false belief were the ones who had better performance particularly towards the tasks of idiomatic expressions (p>0.01). Those results, obtained about Brazilian children, reinforce the fundamental importance of language for the social cognitive abilities and agree with recent studies that indicate and explore the relevance of the pragmatic dimension of language in the development of a theory of mind, especially to the comprehension of false belief
Keywords Teoria da Mente
Linguagem
Pragmática
Autismo
Theory of Mind
Language
Pragmatic
Autism
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2016-12-07
Published in BUSO, Maria Stephani de Lima. Teoria da Mente e Pragmática da Linguagem: estudo com crianças com Transtorno do Espectro do Autismo. 2016. 63 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Psicologia) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2016.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 63 f.
Access rights Closed access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/56215

Show full item record




File

Name: TCC MARIA STEPHANI DE LIMA BUSO.pdf
Size: 2.342Mb
Format: PDF
Description: TCC
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account