Prevalência dos riscos cardiovasculares em escolares do município de Santos

Prevalência dos riscos cardiovasculares em escolares do município de Santos

Author Regis, Tatiana Rivas Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Medeiros, Alessandra Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Introdução: A identificação dos grupos populacionais de risco e os fatores que influenciam a presença dos hábitos maléficos à saúde na infância e na adolescência são medidas de extrema importância para o desenvolvimento de políticas públicas que atuem no controle das doenças crônicas da vida adulta. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo analisar o comportamento das variáveis associadas ao crescimento, desenvolvimento, aptidão física relacionada à saúde e aos fatores de risco cardiovascular em crianças e jovens da rede municipal de ensino da cidade de Santos, SP. Metodologia: A amostra foi constituída por 56 crianças e adolescentes entre 8 e 12 anos de idade, sendo 27 do sexo masculino e 29 do sexo feminino, todos estudantes da UME Mário de Alcântara, localizada no bairro Valongo, em Santos- SP. Variáveis investigadas: massa corporal, estatura, Índice de Massa Corporal (IMC), Pressão Arterial (PA), Colesterol Total (CT), avaliação socioeconômica (ABEP), nível de atividade física (IPAQ). O presente estudo foi submetido ao CEP (7541/12). Todos os responsáveis pelos voluntários assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido, assim como os voluntários assinaram o termo de assentimento. Os dados serão apresentados de maneira descritiva (mediana e desvio padrão). Resultados: a amostra composta por 29 meninas (52%) e 27 meninos (48%). Pressão arterial: meninas e meninos respectivamente - 86% e 81% normotenso, 3% e 7% limítrofe e 10% e 11% hipertensos. Colesterol Total - meninas e meninos respectivamente: 86% e 81% desejável, 14% e 15% limítrofe e elevado 4%, apenas no sexo masculino. IMC meninos e meninas, respectivamente, Adequado 62% e 66%, Sobrepeso 19% e 10% e Obesidade 19% e 17%. IMC Baixo 7%, apenas no sexo feminino. ABEP: C1 (60%), C2 (25%) e B2 (12%). IPAQ: 29% muito ativo, 30% ativo, 37% Irregularmente ativo e 4% sedentário. Conclusão: A prevalência de riscos cardiovasculares não difere entre os sexos, e é considerada relevante visto a somatória de fatores associados. Nosso achado reforça a necessidade de readequação das políticas públicas direcionadas a esta faixa etária, a fim de dirimir as consequências que essa somatória de fatores poderão acarretar ao longo de sua vida

Introduction: The identification of populations at risk and the factors that influence the presence of harmful health habits in childhood and adolescence are measures of extreme importance for the development of public policies that operate in the control of chronic diseases in adulthood. Objective: This study aimed to analyze the behavior of the variables associated to growth, development, health-related physical fitness and cardiovascular risk factors in children and young people at municipal schools in the city of Santos, Brazil. Methods: The sample totalized 56 children and adolescents among 8 and 12 years old, 27 males and 29 females, all students of EMU Mário de Alcântara, located in the neighborhood Valongo of Santos-SP. Investigated variables: body weight, height, Body Mass Index (BMI), blood pressure (BP), total cholesterol (TC), socioeconomic evaluation (ABEP), physical activity (IPAQ). This study was submitted to the CEP (7541/12). The responsible for all volunteers signed a Consent Free and Clear, as well as the volunteers signed a Assent. Data will be presented descriptively (median and standard deviation). Results: The sample consisted of 29 girls (52%) and 27 boys (48%). Blood pressure: girls and boys respectively - 86% and 81 normotensive%, 3% and 7% borderline and 10% and 11% hypertensive. Total Cholesterol - girls and boys respectively: 86% and 81% desirable, 14% and 15% borderline high and 4%, only in males. BMI boys and girls, respectively, Suitable 62% and 66%, 19% Overweight and Obesity 10% and 19% and 17%. Low BMI 7%, only in females. ABEP: C1 (60%), C2 (25%) and B2 (12%). IPAQ: 29% very active, active 30%, Irregularly ative 37% and 4% sedentary. Conclusion: The prevalence of cardiovascular risk factors did not differ among the sexes, and is considered relevant as the total of associated factors. Our finding reinforces the need to readjustment in policies targeting this age group in order to resolve the consequences that this sum of factors can cause throughout his life.
Keywords Exercício físico
Adolescentes
Crianças
Riscos cardiovasculares
Exercise
Children
Adolescents
Cardiovascular risks
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2013-02-18
Published in REGIS, Tatiana Rivas. Prevalência dos riscos cardiovasculares em escolares do município de Santos. 2012. 55 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2013.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 55 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/53204

Show full item record




File

Name: TATIANA REGIS.pdf
Size: 1.380Mb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account