Um estudo de caso sobre os efeitos de um programa de exercício físico de 4 meses para anemia falciforme

Um estudo de caso sobre os efeitos de um programa de exercício físico de 4 meses para anemia falciforme

Author Botelho, Renata Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Medeiros, Alessandra Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract O exercício físico tem sido elencado como estratégia na manutenção e promoção da saúde com impacto evidente na saúde mental e qualidade de vida. Porém, pouco se conhece sobre os possíveis efeitos do exercício físico na população anêmica. Considerando o crescente número de indivíduos com anemia falciforme no Brasil e as restrições as práticas de esforços físicos, que são orientados na maioria das vezes, investigações sobre o tema se tornam relevantes. Assim, o objetivo desse estudo foi: identificar os efeitos fisiológicos de um período de quatro meses de exercício físico sobre a saúde e qualidade de vida de uma voluntária, portadora de anemia falciforme com hemoglobina inicial de 9,7 g/dl e capacidade cardiorrespiratória comprometida. A voluntária foi submetida ao teste de ergoespirometria, em um protocolo de carga progressiva até atingir a Exaustão Voluntária Máxima (TEmax), conduzido em uma esteira ergométrica, para a avaliação da capacidade cardiorrespiratória. Além disso, também foram realizados testes de capacidades funcionais, bioquímicos e antropométricos. A voluntária respondeu a instrumentos que avaliam o nível de atividade física, aspectos de dor e qualidade de vida. Essa avaliação foi realizada antes e após o término dos 4 meses do programa de exercício físico. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade Federal de São Paulo (238/11). Os resultados apontaram para uma relação positiva entre as capacidades físicas, manutenção da capacidade respiratória e valores bioquímicos, sendo essas percebidas de forma mais marcante em relação ao aumento nos valores absolutos de triacilgliceróis, coordenação, agilidade, flexibilidade e força. O nível de hemoglobina obteve um decréscimo de 0,3 g/dL, sem encontrarmos explicação para o mesmo e considerado insignificante biologicamente. A voluntária apresentou satisfação pelo programa e relatou aumento da qualidade de vida nos questionários. Desta forma, nossos dados sugerem que o exercício físico moderado para portadora de anemia falciforme produziu alterações importantes na saúde geral da voluntária. Mais estudos e investigações sobre o assunto são desejáveis a fim de se estabelecer quais os reais benefícios do exercício físico nas alterações causadas pela anemia falciforme e sobre parâmetros relacionados à saúde nessa população.

Exercise has been listed as a strategy to maintain and promote health with clear impact on mental health and quality of life. However, little is known about the possible effects of physical exercise in the anemic population. Considering the increasing number of individuals with sickle cell anemia in Brazil and the constraints of physical practices that are targeted most often, research on this issue become relevant. The objective of this study was to identify the physiological responses on the health and quality of life of a subject with sickle cell anemia with initial hemoglobin of 9.7 g / dl combined with impaired cardiorespiratory fitness, undergoing four months of physical exercise on a voluntary basis. The volunteer was subjected to spirometry testing, utilizing a progressive loading protocol to reach the Maximum Voluntary Exhaust (TEmax), conducted on a treadmill to assess cardiorespiratory fitness. In addition functional capabilities, biochemical and anthropometric tests were performed. The volunteer responded to instruments that assess physical activity level, aspects of pain and quality of life. This evaluation was performed before and after completion of the four-month exercise program. The study was approved by the Ethics Committee of the Federal University of São Paulo (238/11). The results showed a positive relationship between physical health, maintenance of respiratory capacity and biochemical values, and those perceived to be more relevant in relation to the increase in the absolute values of triacylglycerol, coordination, agility, flexibility and strength. The hemoglobin level achieved a decrease of 0.3 g /dL, without explanation and is considered biologically insignificant. The volunteer reported satisfaction with the program and showed increased quality of life through questionnaires. Thus, our data suggest that moderate physical exercise with sickle cell anemia produced major changes in the overall health of the volunteer. More studies and research on the subject are desirable in order to establish the real benefits of physical exercise on alterations caused by sickle cell disease and on health-related parameters in this population.
Keywords Capacidades físicas
Anemia falciforme
Exercício físico
Treinamento físico
Sickle cell anemia
Physical capabilities
Physical exercise
Physical training
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2013-02-18
Published in BOTELHO, Renata. Um estudo de caso sobre os efeitos de um programa de exercício físico de 4 meses para anemia falciforme. 2012. 57 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2013.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 57 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/53201

Show full item record




File

Name: RENATA BOTELHO.pdf
Size: 1.074Mb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account