Percepção de esforço em indivíduos submetidos à suplementação de agente antioxidante

Show simple item record

dc.contributor.advisor Ferreira, Sionaldo Eduardo [UNIFESP]
dc.contributor.author Pereira, Paulo Eduardo de Assis [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2020-02-06T15:01:24Z
dc.date.available 2020-02-06T15:01:24Z
dc.date.issued 2011-12-05
dc.identifier.citation PEREIRA, Paulo Eduardo de Assis. Percepção de esforço em indivíduos submetidos à suplementação de agente antioxidante. 2011. 32 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2011. pt
dc.identifier.uri https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51942
dc.description.abstract Está bem estabelecido na literatura que a prática de exercícios físicos aumenta a produção de espécies reativas de oxigênio (ERO). Quando as defesas antioxidantes falham ou estão reduzidas, as ERO podem precipitar e agravar o desenvolvimento de diversas doenças degenerativas, tais como as cardiopatias, aterosclerose, problemas pulmonares e danos celulares, em especial nas membranas e no DNA, exercendo um papel importante na mutagênese e na carcinogênese. Sabe-se também, que a suplementação com agentes antioxidantes, como as vitaminas C e E, tem potencial para redução dos efeitos prejudiciais das ERO ao organismo. Deste modo, o presente estudo verificou as possíveis alterações na percepção de esforço em indivíduos submetidos à suplementação com 500mg de ácido ascórbico (Vitamina C). Foram selecionados 07 (sete) voluntários do gênero masculino com idade de 23,8 ± 3,4 anos, massa corporal de 75,8 ± 8,1 quilogramas e estatura de 1,8 ± 0,1 metros, os quais foram submetidos a testes de esforço físico em bicicleta ergométrica, com e sem suplementação de ácido ascórbico (500mg). Trata-se de um estudo clínico, em esquema aleatório e duplo-cego para administração do agente antioxidante e avaliação da percepção de esforço físico, utilizando-se a escala de Borg. Em síntese, não foram observadas diferenças significativas na frequência cardíaca máxima e na percepção de esforço, no entanto os resultados obtidos para a capacidade de realizar esforço físico máximo, na condição sem suplementação (184,7 ± 32,74 Watts) e com suplementação (209,9 ± 26,5 Watts), sugerem que a suplementação com ácido ascórbico pode ser benéfica na capacidade de realizar esforço com maior incremento de carga. No entanto devido ao número relativamente pequeno de voluntários, o estudo deve ser ampliado com objetivo de demonstrar com maior confiabilidade os efeitos da suplementação com ácido ascórbico na percepção e na capacidade de realização de esforço, bem como na adaptação à prática de exercícios físicos pt_BR
dc.description.abstract It is well established in the literature that physical exercise increases the production of reactive oxygen species (ROS). When antioxidant defenses fail or are reduced, the ROS can precipitate and aggravate the development of many degenerative diseases such as heart disease, atherosclerosis, lung problems and cell damage, especially in membranes and DNA, playing an important role in mutagenesis and in carcinogenesis. It is also known that supplementation with antioxidants such as vitamins C and E, has the potential to reduce adverse effects of ROS in the body. Thus, this study assessed the possible changes in the perception of effort in individuals undergoing supplementation with 500 mg of ascorbic acid (Vitamin C). We selected 07 (seven) male volunteers aged 23.8± 3.6years, body mass 75.8 ± 8.1kilogramsand height 1.8± 0.1 meterswere tested for physical exertion on a bicycle testing with and without ascorbic acid supplementation (500 mg) for 07 (seven) days. It is a clinical study, in a completely randomized, double-blind administration of the antioxidant and evaluation perceived physical exertion using the Borg scale.In summary, we didn’t observe significant differences in the maximal heart hate and in the effort perception, on the other hand, the results for the ability to perform maximum effort, provided no supplementation (184.7 ± 32.7Watts) and supplementation (209.9 ± 26.5Watts), suggestedthat supplementation with ascorbic acid was shown to be beneficial in ability to make greater efforts to increase load. However due to the relatively small number of volunteers, the study should be expanded in order to show more reliably the effects of ascorbic acid supplementation in perception and ability to perform stress and adaptation to physical exercise en
dc.format.extent 32 f. pt_BR
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt_BR
dc.rights Acesso aberto pt_BR
dc.subject Exercício Físico pt_BR
dc.subject Espécies reativas de oxigênio pt_BR
dc.subject Percepção de esforço pt_BR
dc.subject Ácido ascórbico pt_BR
dc.subject Exercise,reactive en
dc.subject Oxygen species en
dc.subject Perceived exertion en
dc.subject Effort perception en
dc.subject Ascorbic acid en
dc.title Percepção de esforço em indivíduos submetidos à suplementação de agente antioxidante pt_BR
dc.type Trabalho de conclusão de curso de graduação pt_BR
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
unifesp.campus Instituto de Saúde e Sociedade (ISS) pt_BR
unifesp.knowledgeArea Promoção da saúde pt_BR
dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/5371259342713271 pt_BR
dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/7730654028676766 pt_BR
dc.contributor.advisor-co Botero, João Paulo [UNIFESP]
dc.contributor.advisor-coLattes http://lattes.cnpq.br/5429159170761764 pt
unifesp.departamento Ciências do Movimento Humano pt_BR
unifesp.graduacao Educação Física pt_BR



File

Name: PAULO PEREIRA.pdf
Size: 861.8Kb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account