Achados audiológicos e linguagem em gêmeas regurgitadoras

Achados audiológicos e linguagem em gêmeas regurgitadoras

Título alternativo Audiology and language findings in twins with gastroesophageal reflux
Autor Andrade, Diogo Henrique Lira de Google Scholar
Pedruzzi, Cristiane Monteiro Autor UNIFESP Google Scholar
Soares, Ilka do Amaral Autor UNIFESP Google Scholar
Azevedo, Marisa Frasson de Autor UNIFESP Google Scholar
Camboim, Elizângela Dias Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas Faculdade de Fonoaudiologia de Alagoas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: audiological findings and language in regurgitating twin. PROCEDURES: the study consists of the report concerning the Audiology findings and the speech development in regurgitating twin sisters. The following steps were accomplished for this study: gathering data in medical registers, patient medical reports and gathering family history. In the data medical registers, beyond the Audiology speech findings, we also found a boarding type of used therapeutic approach and the daily objective planning that guided the sessions. RESULTS: children showed absence of otoacoustic emissions caused by transient stimulation, distortion product, and evoked hearing potential of the brain stem by air and by bone conduction with bilaterally electrophysiological threshold in 30 and 35dBNA, and a light degree hearing loss was suggested in the findings. In this follow-up, they had episodes of secretary otitis media, confirmed by the otolaryngology evaluation and tympanometric curves as for type B and C. Children initiated the speech therapy with ten-months age. Thirty-two therapeutical sessions were accomplished for subject A.B., 28 for subject A.E., in a period of eleven months, in which the children demonstrated improvements as for the language phase of the speech development, however they were not compatible with the age observed in studied literature. CONCLUSION: the two children with gastroesophageal reflux showed conductive loss, floating hearing in the first two years of life and delay in speech development. Although their productions show delay, it was possible to observe significant improvement of the children in relation to the therapeutical speech process.

TEMA: achados audiológicos e linguagem em gêmeas regurgitadoras. PROCEDIMENTOS: o estudo consiste no relato dos achados audiológicos e do desenvolvimento da linguagem de duas crianças, irmãs gêmeas regurgitadoras. Para isso, foram realizadas as seguintes etapas: coleta dos dados nos prontuários, relatórios das pacientes e coleta de informações com os familiares. Nos prontuários, além dos achados audiológicos e de linguagem, foi relatado também o tipo de abordagem terapêutica utilizada e os objetivos dos planejamentos diários que nortearam as sessões. RESULTADOS: as crianças apresentaram ausência das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente e produto de distorção, e potencial evocado auditivo de tronco encefálico via aérea e via óssea com limiar eletrofisiológico em 30 e 35dBNA bilateralmente, tendo sido sugerido no laudo perda auditiva de grau leve. No acompanhamento apresentaram episódios de otite média secretora, confirmada pela avaliação otorrinolaringológica, e curvas timpanométricas do tipo B e C. As crianças iniciaram a terapia fonoaudiológica aos 10 meses de idade. Foram realizadas 32 sessões terapêuticas para o sujeito A.B. e 28 para o sujeito A.E., no período de 11 meses, nas quais as crianças demonstraram evolução, apresentando produções esperadas para a fase linguística do desenvolvimento da linguagem, porém não eram compatíveis com a idade observada na literatura estudada. CONCLUSÃO: as duas crianças com refluxo gastroesofágico apresentaram perda condutiva, audição flutuante nos primeiros dois anos de vida e atraso no desenvolvimento da linguagem. Apesar de suas produções apresentarem atraso, foi possível observar significativa evolução das crianças em relação à aquisição de linguagem dentro do processo terapêutico.
Palavra-chave Hearing Loss
Gastroesophageal Reflux
Language
Perda Auditiva
Refluxo Gastroesofágico
Linguagem
Idioma Português
Data de publicação 2009-09-01
Publicado em Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 11, n. 3, p. 529-538, 2009.
ISSN 1516-1846 (Sherpa/Romeo)
Publicador CEFAC Saúde e Educação
Extensão 529-538
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462009000300023
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-18462009000300023 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5192

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-18462009000300023.pdf
Tamanho: 142.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta