Caracterização das ligas de ferro fundido de coquilhamento indefinido utilizadas na fabricação de cilindros para laminação a quente

Caracterização das ligas de ferro fundido de coquilhamento indefinido utilizadas na fabricação de cilindros para laminação a quente

Author Ferraz, Carolina Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Serantoni, Claudia Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Abstract O avanço tecnológico na fabricação dos cilindros de laminação a quente tem promovido o desenvolvimento de ligas ferrosas cada vez mais resistentes ao desgaste, com maior tenacidade e dureza, visando o aumento da produtividade do cilindro laminador e uma melhor qualidade superficial dos produtos laminados. Considerando-se o comportamento desses materiais em trabalho, este estudo realizou a análise laboratorial do ferro fundido de coquilhamento indefinido, também conhecido como Ni Hard, utilizado para fabricação de cilindros para laminação a quente. Seis diferentes ligas desse material (AA, A, B, C, D e E), com diferentes frações de grafita e carboneto, foram submetidas à caracterização microestrutural e mecânica. A técnica utilizada para a caracterização microestrutural foi a contagem da fração volumétrica dos microconstituintes e suas respectivas micrografias, utilizando-se o microscópio óptico e o software Qwin Leica. Para a caracterização mecânica, as amostras foram submetidas aos ensaios de dureza Vickers, com carga de 10 kgf, e dureza Brinell, com carga de 3000 kgf. Por fim, as Amostras A, B, C, D e E foram submetidas ao ensaio de desgaste abrasivo, utilizando-se um tribômetro pino-lixa. O grupo formado pelas Amostras A, B e C apresentou matriz perlítica, enquanto as Amostras AA, D e E apresentaram matriz bainítica. Os resultados indicaram que as Amostras AA e E apresentaram as menores frações volumétricas de carboneto e, consequentemente, menor valor de dureza nas medidas. A Amostra E apresentou a maior perda de massa dentre todas as amostras durante o ensaio de desgaste. A Amostra A apresentou a menor perda de massa, mas quantidades significativas de grafita em sua microestrutura e valores intermediários de dureza. As amostras B, C e D apresentaram boa resistência ao desgaste abrasivo, associada à alta fração volumétrica de carbonetos. Foi observado que o percentual de silício influenciou no tamanho dos nódulos de grafita e na fração volumétrica deste microconstituinte nas amostras que apresentaram maior percentual em peso deste elemento: AA, A e E. Por fim, espera-se que os resultados das caracterizações cooperem no desenvolvimento de novas ligas de ferro fundido de coquilhamento indefinido e na simplificação de portfólio garantindo laminadores de alto desempenho e redução de custos.
Keywords ferro fundido de coquilhamento indefinido
cilindros para laminação a quente
microestrutura
dureza
desgaste
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage São José dos Campos
Language Portuguese
Date 2019-12-04
Publisher Universidade Federal de São Paulo
Extent 81 p.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51912

Show full item record




File

Name: Versão Final Re ... grafia - Aline Capella.pdf
Size: 3.184Mb
Format: PDF
Description: tcc Carolina Ferraz
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account