NOVAS PRÁTICAS NO CONSUMO DA CACHAÇA: A “Premiunização” e as relações em torno de seu consumo

NOVAS PRÁTICAS NO CONSUMO DA CACHAÇA: A “Premiunização” e as relações em torno de seu consumo

Alternative title NEW PRACTICES IN CACHAÇA CONSUMPTION: “Premiunization” and the relations around its consumption
Author Belizário, Rafael Juste Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Barbosa, Andréa Cláudia Miguel Marques Autor UNIFESP Google Scholar
Graduate program Não se aplica
Abstract "A cachaça é o destilado mais antigo e conhecido no Brasil. Desde o início de sua história a bebida está engendrada nos hábitos dos brasileiros. Vista por séculos como bebida popular, atualmente vem sofrendo grandes mudanças na forma a qual é apresentada, descrita e consumida. Vale ressaltar as interferências por meios legais nas últimas décadas, pelo próprio Estado brasileiro com o objetivo de adequar o produto aos critérios de qualidade exigidos internacionalmente. Estas normas legais especificam os cuidados em seus meios de obtenção para que o produto possa acessar o mercado de países estrangeiros onde as restrições são grandes. Uma das últimas políticas no setor foi o plano nacional de certificação da cachaça que criou um Regulamento de Avaliação da Conformidade (RAC) proposta pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). Coincidência ou não, a partir desta última década com o empenho do governo para uma maior promoção e valorização do produto, observou-se uma mudança nas formas de consumo desta mercadoria pela sociedade. Assim como o vinho ou o whisky, a cachaça pode ser ritualizada e consumida por especialistas onde ganha complexas descrições de sabores, aromas, cores, detalhes de envelhecimento e a valorização de outras especificidades do produto como sua história e meios de obtenção. Encontra-se nessa “nova cachaça” o surgimento de uma nova linguagem e talvez um novo sistema de relações em torno da mercadoria. O objetivo deste trabalho é compreender como os diferentes atores envolvidos no processo de comércio e consumo da cachaça atuam na construção do que se considera uma cachaça premium. Com um recorte bibliográfico limitado, fontes de notícias e entrevistas, estabelecer uma leitura antropológica do cenário atual de premiunização da cachaça, e, dessa forma, descrever a linguagem e a produção de relações sociais em torna da mesma. O trabalho poderá esclarecer alguns fatores que estão por trás da alteração do prestígio da cachaça, que não de hoje, já sofreu formas diferentes de apropriação. Nos últimos dez anos vem deixando de ser vista apenas como popular e atualmente há quem pague muito caro para bebê-las."
Keywords Antropologia
Alimentação
Consumo
Premiunização
Cachaça
Aguardente
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Guarulhos
Language Portuguese
Date 2019-12-07
Knowledge area Outra
Publisher Universidade Federal de São Paulo
Extent 73 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51808

Show full item record




File

Name: TCC v7.1 Final ... Rafael Juste Belizário.pdf
Size: 2.003Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account