Revisão Das Atuais Propostas De Tratamento Para O Diabetes Mellitus Tipo 2 Sob A Ótica De Uma Abordagem Interdisciplinar Para A Prática Clínica Na Atenção Primária À Saúde

Revisão Das Atuais Propostas De Tratamento Para O Diabetes Mellitus Tipo 2 Sob A Ótica De Uma Abordagem Interdisciplinar Para A Prática Clínica Na Atenção Primária À Saúde

Author Panico, Caroline Thomaz Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Pititto, Bianca De Almeida Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Tecnologias e atenção à saúde
Abstract Diabetes Mellitus (DM) is a chronic disease of high prevalence and with inherent risk of disability and mortality, mainly due to its micro and macrovascular complications, being thus a serious public health problem in Brazil and in the world. Because it is an insidious and asymptomatic onset disease, the diagnosis of type 2 (T2DM) diabetes often occurs when the disease has been in place for months or years. In screening studies, about 50% of individuals with diabetes did not know how to have the disease, and when diagnosed, few patients reach the expected glycemic target. Glycemic control and management of cardiovascular risk factors commonly associated with DM2 is important for the prevention of chronic DM2 complications. The high occurrence of the disease and its complications both in Brazil and in the world led to therapeutic and pharmacological innovations, but even with this progress, reaching glycemic targets remains a challenge in the treatment of DM. In this context, this work aims to review current recommendations on DM2 management through a literary search conducted in three bibliographic databases - PubMed, EMBASE and LILACS containing articles and guidelines of the last 5 years and thus to identify similarities and divergences in the literature and the effect of an interdisciplinary team on DM2 control. The American (ADA) and Brazilian (SBD) recommendations are similar in several aspects as in the case of diagnostic criteria, primary prevention, in the individualization of the therapy orienting the change of the habits of life like consuming a varied diet, performing physical activity, weight control , cease smoking, but there are differences as in the case of glycemic targets and dietary recommendations such as the amount of intake of sugars, potassium, fats and protein. 7 Treatment and care with DM2 is complex and has been approached by several scientific societies in the form of Guidelines or Guidelines. In addition to discussions on pharmacological treatments, these guidelines reinforce the importance of taking into account the individual characteristics of the patients, multiprofessional and interdisciplinary treatment, periodic follow-up, as well as health education as self-care measures and can be given through consultations with the ESF doctor and the primary care team. In Brazil, the vast majority of patients with T2DM are followed up in the Brazilian public health system, with about 80% of primary health care having low glycemic control. Therefore, one of the relevant factors is the training of primary care professionals in DM2 care. A review of the main guidelines regarding the management of T2DM may contribute to the greater appropriation of health professionals in this regard in order to contribute to improve the scenario of the lack of glycemic control and the progression of chronic complications of DM2 still worrying in Brazil.

O Diabetes Mellitus (DM) é uma doença crônica de alta prevalência e com risco inerente de incapacitações e mortalidade principalmente devido a suas complicações micro e macrovasculares, sendo dessa forma um problema grave de saúde pública no Brasil e no mundo. Por ser uma doença de inicio insidioso e assintomática, o diagnóstico do diabetes tipo 2 (DM2) ocorre frequentemente quando a doença já se instalou há meses ou anos. Em estudos de rastreamento, cerca de 50% dos indivíduos com diabetes não sabiam ter a doença e quando diagnosticados são poucos pacientes que atingem o alvo glicêmico esperado. O controle glicêmico e o controle de fatores de risco cardiovascular comumente associados ao DM2 é importante para a prevenção das complicações crônicas do DM2. A alta ocorrência da doença e suas complicações tanto no Brasil quanto no mundo impulsionou inovações terapêuticas e farmacológicas, no entanto mesmo com todo esse avanço, atingir os alvos glicêmicos continua sendo um desafio no tratamento do DM. Nesse contexto este trabalho visa revisar as atuais recomendações sobre o manejo do DM2 através de uma busca literária realizada em três bases de dados bibliográficos — PubMed, EMBASE e LILACS contendo artigos e diretrizes dos últimos 5 anos e dessa forma identificar semelhanças e divergências na literatura e o efeito de uma equipe interdisciplinar no controle do DM2. As recomendações americanas (ADA) e brasileiras (SBD) são semelhantes em vários aspectos como no caso dos critérios diagnósticos, prevenção primária, na individualização da terapêutica orientando a mudança dos hábitos de vida como consumir uma dieta variada, realizar atividade física, controle de peso, cessar tabagismo, porém existem diferenças como no caso dos alvos glicêmicos e nas recomendações dietéticas como por exemplo a quantidade de ingestão de açucares, potássio, gorduras e proteína. 7 O tratamento e o cuidado com o DM2 é complexo e tem sido abordado por diversas sociedades científicas na forma de Diretrizes ou Guidelines. Além das discussões em cima dos tratamentos farmacológicos, essas diretrizes reforçam a importância de se levar em consideração as características individuais dos pacientes, o tratamento multiprofissional e interdisciplinar, acompanhamento periódico, além de educação em saúde como medidas de autocuidado e podem se dar através das consultas com o médico da ESF e com a equipe da atenção primária. No Brasil, a grande maioria dos pacientes com DM2 é acompanhada no sistema de saúde pública brasileiro, sendo cerca de 80% na atenção primária à saúde, e possuem baixo controle glicêmico. Portanto, um dos fatores relevantes é a capacitação dos profissionais da atenção primária nos cuidados com DM2. Uma revisão das principais diretrizes a respeito do manejo do DM2 pode contribuir para maior apropriação dos profissionais de saúde a esse respeito com o intuito de contribuir para melhorar o cenário da falta de controle glicêmico e da progressão de complicações crônicas do DM2 ainda preocupantes no Brasil.
Keywords Diabetes Mellitus Type
Guidelines
Primary Care
Family Health
Interdisciplinary
Diabetes Mellitus Tipo 2
Diretrizes
Atenção Primária
Saúde Da Família
Interdisciplinar
Language Portuguese
Date 2017-07-27
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 23p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6294896
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50828

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account