Análise da Adequação de Suplementos Prebióticos, Probióticos e Simbióticos Comercializados no Brasil

Análise da Adequação de Suplementos Prebióticos, Probióticos e Simbióticos Comercializados no Brasil

Autor Silva, Talita Oliveira da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pereira, Cláudia Cristina Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo do presente estudo foi avaliar a adequação dos rótulos de suplementos prebióticos, probióticos e simbióticos comercializados nacionalmente. Para a análise foram utilizados instrumentos brasileiros de regulamentações quanto a alegações de propriedades funcionais nos rótulos de alimentos (RES n° 18/1999), rotulagem de alimentos embalados (RDC n° 360/2003), declaração a respeito de glúten nos rótulos (Lei n° 10.674/2003), o regulamento técnico de substâncias bioativas e probióticos isolados com alegação de propriedades funcional e ou de saúde (RDC n° 02/2002), além de listas de alegações publicadas em 2016 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária que se aplicam às fibras prebióticas como inulina e frutooligossacarídeos e lista de probióticos permitidos para uso em alimentos e suplementos (ANVISA, 2016). Ainda, foi verificada a adequação dos rótulos quanto às exigências à nova resolução sobre requisitos sanitários de suplementos alimentares (RDC n° 243/2018). Verificou-se que a maioria dos rótulos de suplementos probióticos apresentava-se de acordo com as regulamentações. Os produtos prebióticos e simbióticos apresentaram número considerável de inadequações no que se refere a lista de alegações da ANVISA a respeito de fibras prebióticas e quanto a rotulagem de alimentos embalados RDC n° 360/2003. Ao verificar a adequação dos rótulos dos suplementos quanto às diretrizes da nova resolução, nenhum destes encontrou-se dentro das exigências. De acordo com o que pode ser observado, os rótulos de suplementos probióticos apresentaram maior porcentagem de adequação se comparados aos prebióticos e simbióticos. Ademais, a rotulagem dos produtos prebióticos e simbióticos revelaram muitas inadequações, relativas principalmente à quantidade de fibras presentes na porção ou declaradas de maneira incorreta na tabela de informação nutricional.
Assunto Suplementos alimentares
Probióticos
Prebióticos
Simbióticos
Alimentos funcionais
Rotulagem
Legislação
Cobertura Santos
Idioma Português
Data 2018-12-10
Área de concentração Nutrição
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 08 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49830

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: TalitaOliveira ResumoExpandido 2018.pdf
Tamanho: 299.0Kb
Formato: PDF
Descrição: Resumo Expandido
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)