Estudo de alterações morfológicas e funcionais do pâncreas endócrino de animais submetidos a diferentes modelos de programação metabólica com dieta hiperlipídica

Show simple item record

dc.contributor.advisor Carvalho, Carolina do Prado França [UNIFESP]
dc.contributor.author Kudrik, Rafaella [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2019-04-02T18:01:05Z
dc.date.available 2024-03-27
dc.date.available 2019-04-02T18:01:05Z
dc.date.issued 2018-12-10
dc.identifier.citation KUDRIK, Rafaella. Estudo de alterações morfológicas e funcionais do pâncreas endócrino de animais submetidos a diferentes modelos de programação metabólica com dieta hiperlipídica. 2018. 8 p. Trabalho de conclusão de curso (Graduação - Nutrição) -- Instituto Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2018. pt
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49807
dc.description.abstract Durante a ontogênese, o desenvolvimento dos órgãos passa por uma janela crítica de sensibilidade, na qual fatores ambientais podem gerar ajustes no fenótipo que podem permanecer até a vida adulta. Estudos com modelos animais revelam que a prole de mães diabéticas exibe marcante comprometimento da homeostase glicêmica, da secreção de insulina, e risco aumentado para o desenvolvimento de diabetes tipo 2. O objetivo desse trabalho foi investigar alterações na função, morfologia e morfometria do pâncreas endócrino de camundongos machos adultos, cujas mães foram divididas nos seguintes grupos: CONTROLE (alimentado com dieta padrão, contendo 4,5g% lipídios, antes da concepção e durante a gestação e lactação), HL (alimentado com dieta hiperlipídica, contendo aproximadamente 34g% lipídios, durante a gestação e lactação) e HLPC (alimentado com a mesma dieta hiperlipídica por 50 dias pré-concepção e durante a gestação e lactação). Observamos que animais HLPC são intolerantes à glicose e animais HL são resistentes à insulina e hiperinsulinêmicos. Animais HLPC apresentam número de ilhotas por secção pancreática diminuído, em comparação aos demais grupos. Adicionalmente, animais HLPC apresentam aumento na quantidade de células beta pancreáticas, embora com tamanho diminuído. Já os animais HL apresentam diminuição na quantidade de células beta, embora as mesmas tenham tamanho aumentado em relação aos demais grupos. Nossos resultados revelam diferentes respostas compensatórias do pâncreas endócrino, enquanto o grupo HL teve hipertrofia de células beta, o grupo HLPC apresentou hiperplasia. Assim, conclui-se que a administração de dieta HL em períodos críticos do desenvolvimento predispõem a prole a perturbações glicêmicas na vida adulta. pt
dc.format.extent 08 p.
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt_BR
dc.rights Acesso restrito pt_BR
dc.subject Programação metabólica pt_BR
dc.subject Diabetes Mellitus tipo 2, pt_BR
dc.subject Dieta hiperlipídica pt_BR
dc.title Estudo de alterações morfológicas e funcionais do pâncreas endócrino de animais submetidos a diferentes modelos de programação metabólica com dieta hiperlipídica pt_BR
dc.type Trabalho de conclusão de curso de graduação pt_BR
unifesp.campus Santos, Instituto de Saúde e Sociedade (ISS) pt_BR
unifesp.knowledgeArea Nutrição pt_BR
dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/5355400206778376 pt_BR
dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/7515875838702169 pt_BR
unifesp.departamento Políticas Públicas e Saúde Coletiva pt_BR
unifesp.graduacao Nutrição pt_BR



File

Name: RafaellaKudrik ResumoExpandido 2018.pdf
Size: 1.101Mb
Format: PDF
Description: Resumo Expandido TCC
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account