Avaliação da sensibilidade longitudinal do questionário de qualidade de vida CCVUQ-BR em portadores de úlcera venosa crônica

Avaliação da sensibilidade longitudinal do questionário de qualidade de vida CCVUQ-BR em portadores de úlcera venosa crônica

Alternative title Longitudinal sensitivity evaluation of the quality of life questionnaire CCVUQ-BR in chronic venous ulcers patients
Author Couto, Renata Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Andreoni, Solange Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Saúde Coletiva – EPM
Abstract Context. Longitudinal sensitivity checks whether the score reflects changes in the patient's life due to an intervention, treatment or alteration of the clinical picture. The CCVUQ-Br was validated in the Portuguese language and needs, for a greater depth of its use, to have its longitudinal sensibility verified. At the end of this study, CCVUQ-Br will be used as an important instrument, capable of perceiving and reflecting in its score, changes in the quality of life of the patient with venous ulcer. The interest in evaluating the longitudinal sensitivity of the CCVUQ-Br arises, being relevant to answer the following research question: Is the CCVUQ-Br quality of life questionnaire longitudinally sensitive in patients with chronic venous ulcer? Objective. To evaluate the longitudinal sensitivity of the CCVUQ-Br in patients with chronic venous ulcer. Type of study. longitudinal, prospective, methodological study. Location Public and private centers for the care of patients with venous ulcer in the State of Alagoas. Sample. Individuals with chronic lower limb venous ulcer (diagnosed by the vascular surgeon), class (C6), according to the classification (CEAP), submitted to the therapeutic conduct. In this classification, venous ulcer represents the presence of skin changes with active (open) ulcer. Excluded: individuals with less than 18 years of age with associated arterial and lymphatic changes, psychiatric disorder or dementia (according to medical diagnosis), who do not speak or understand the Portuguese language, who present acute deep vein thrombosis, erysipelas, non-venous ulcers, lymphangitis and diabetes, individuals aged 60 years or older, who have cognitive impairment. Variables. Total score of the CCVUQ-Br, score on the visual analogue pain scale, score on the global scale of change, CEAP scale, ulcer size. Method. The CCVUQ-Br version was applied in a sample of 51 individuals, patients with chronic venous ulcer, recruited at random, submitted to the therapeutic treatment. After 4 weeks of therapeutic treatment, the CCVUQ-Br version was reapplied for longitudinal sensitivity testing. The numerical variables were expressed as mean and standard deviation, the categorical variables were presented in absolute and percentage frequencies, the internal consistency was analyzed by the coefficient (?) by Cronbach. Correlations of changes between, CCVUQ-Br, VAS-pain, CEAP and ulcer size, were verified by the Spearman, Pearson and Kendall tau b correlation coefficients. To evaluate the time differences between the two applications, the CCVUQ-Br, VAS- pain and ulcer size scores, the mean, median and standard deviation of the changes were calculated, and the Wilcoxon Z and T paired student tests were applied, with a significance level of 0.05. Subsequently, the size of the effect of the change and the ?² partial values were described. Results. The CCVUQ-Br presents good internal consistency (?> 0.843), decrease of the mean scores between the two moments of application and correlations of changes with the VAS-pain scale and CEAP classification. In the analysis of the changes that occurred over time, through the tests Z Wilcoxon and t paired student, values of p <0.001 were obtained. Regarding the size of the effect, one can consider that the items that presented high sensitivity were the total CCVUQ-Br score and the ulcer size, moderate sensitivity for VAS-pain and for the domains: esthetics, emotional state and social interaction and low sensitivity to domestic activities. In the partial ?² analysis, we found values ranging from 0.160 to 0.430, that is, large effect size. Conclusion. The CCVUQ-Br questionnaire, of quality of life for venous ulcer, is sensitive in longitudinal analysis when used in the Brazilian population.

Contexto. A sensibilidade longitudinal consiste na capacidade de um instrumento em verificar se a pontuação reflete a mudança ocorrida na vida do paciente, sendo decorrente de uma intervenção, tratamento e/ou alteração do quadro clínico. O CCVUQ-Br foi validado na língua portuguesa e necessita, para um maior aprofundamento do seu uso, ter sua sensibilidade longitudinal verificada. Quando finalizado este estudo, o CCVUQ-Br será utilizado como importante instrumento, capaz de perceber e refletir na sua pontuação as mudanças ocorridas na qualidade de vida do portador de úlcera venosa. Surge então o interesse em avaliar a sensibilidade longitudinal do CCVUQ-Br, sendo relevante responder a seguinte pergunta de pesquisa: O questionário de qualidade de vida CCVUQ-Br é sensível longitudinalmente no portador de úlcera venosa crônica? Objetivo. Avaliar a sensibilidade longitudinal do questionário de qualidade de vida CCVUQ-Br nos portadores de úlcera venosa crônica. Tipo de estudo. Estudo metodológico de intervenção, prospectivo, longitudinal, com abordagem quantitativa. Local. Centros públicos e privados de assistência a portadores de úlcera venosa no estado de Alagoas. Amostra. Indivíduos portadores de úlcera venosa crônica de membro inferior (diagnosticada por cirurgião vascular), classe (C6), de acordo com a classificação (CEAP), submetidos à conduta terapêutica, nesta classificação, a úlcera venosa representa presença de alterações de pele com úlcera ativa (aberta). Serão excluídos indivíduos menores de 18 anos, com alterações arteriais e linfáticas associadas, distúrbio psiquiátrico ou quadro demencial (de acordo com diagnóstico médico), que não falem ou compreendam a língua portuguesa, portadores de trombose venosa profunda aguda, erisipela, úlceras não venosas, linfangite, diabetes e indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos que possuam alteração cognitiva. Variáveis. Pontuação total do CCVUQ-Br, pontuação da escala visual analógica da dor, pontuação na avaliação global de mudança, escala CEAP e tamanho da úlcera. Método. A versão do CCVUQ-Br foi aplicada em uma amostra de 51 indivíduos, portadores de úlcera venosa crônica, recrutada de forma aleatória, submetida à conduta terapêutica. Após 4 semanas de conduta terapêutica, a versão do CCVUQ-Br foi reaplicada para teste de sensibilidade longitudinal. As variáveis numéricas foram expressas em média e desvio padrão e as variáveis categóricas foram apresentadas em frequências absolutas e porcentagens, a consistência interna foi analisada através do coeficiente (?) de Cronbach, as correlações das mudanças, entre o CCVUQ-Br, EVA-dor, CEAP e tamanho da úlcera, foram verificadas pelos coeficientes de correlações de Spearman, Pearson e tau b Kendal, para avaliar as diferenças no tempo, entre as duas aplicações, das pontuações do CCVUQ-Br, Eva-dor e tamanho da úlcera, foram calculadas média, mediana, desvio padrão das mudanças e foram aplicados os testes Z Wilcoxon e T student pareado, considerando-se nível de significância de 0,05, posteriormente foram descritos o tamanho do efeito da mudança e valores de ?² parcial. Resultados. O CCVUQ-Br possui boa consistência interna (?>0,843), diminuição das médias das pontuações entre os dois momentos de aplicação e correlações das mudanças com a escala EVA-dor e classificação CEAP. Na análise das mudanças que ocorreram ao longo do tempo, através dos testes Z Wilcoxon e t student pareado, foram obtidos valores significativos com p <0,001. Em relação ao tamanho do efeito, pode-se considerar que os itens que apresentaram sensibilidade elevadas foram a pontuação total do CCVUQ-Br e tamanho da úlcera, sensibilidade moderada para EVA-dor e para os domínios interação social, estética e estado emocional e baixa sensibilidade para o domínio atividades domésticas. Na análise pelo ?² parcial, são encontrados valores que variaram entre 0,160 a 0,430, significando tamanho do efeito grande. Conclusão. O questionário CCVUQ-Br, de qualidade de vida para úlcera venosa, é sensível na análise longitudinal, quando utilizado na população brasileira.
Keywords Validation studies
Venous ulcer
Questionnaire
Sensitivity and specificity
Quality of life
Estudo de validação
Úlcera varicosa
Inquéritos e questionário
Sensibilidade e especificidade
Qualidade de vida
Saúde Coletiva
Language Portuguese
Date 31/8/2018
Published in COUTO, Renata Cardoso. Avaliação da sensibilidade longitudinal do questionário de qualidade de vida CCVUQ-BR em portadores de úlcera venosa crônica. 2018. Tese (Doutorado) Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2018.
Knowledge area Epidemiologia
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Brasil
Extent 85 p.
Access rights Open access Open Access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49172

Show full item record




File

Name: 2018-0010.pdf
Size: 1.612Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account