Evidências de validade para o inventário dimensional clínico da personalidade (idcp) com base nos perfis de participantes com diagnóstico psiquiátrico

Show simple item record

dc.contributor.advisor Yazigi, Latife Yazigi [UNIFESP] pt
dc.contributor.author Abela, Roberta Katz [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2018-07-30T11:53:53Z
dc.date.available 2018-07-30T11:53:53Z
dc.date.issued 2013-05-29
dc.identifier https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=375465 pt
dc.identifier.citation ABELA, Roberta Katz. Evidências de validade para o inventário dimensional clínico da personalidade (idcp) com base nos perfis de participantes com diagnóstico psiquiátrico. 2013. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49004
dc.description.abstract O modelo dimensional de classificação dos transtornos da personalidade (TP) vem sendo proposto para a edição do DSM-5 e supõe-se que essa abordagem melhore a cobertura, a confiabilidade e a especificidade do diagnóstico de TP, facilitando a tomada de decisão clínica. Nessa perspectiva, Carvalho (2011) desenvolveu o Inventário Dimensional Clínico da Personalidade (IDCP), um instrumento de auto-relato para avaliação de traços patológicos da personalidade com base na teoria de Theodore Millon (Millon & Davis, 1996; Millon et al., 2004) e nos critérios do DSM-IV-TR (APA, 2002). Visando evidenciar a validade do IDCP, o presente estudo levantou o perfil de 105 pacientes de ambulatório de psicoterapia previamente diagnosticados com transtornos psiquiátricos por meio da Entrevista Clínica Estruturada do DSM-IV-TR (SCID-I e II). Comparou-se os perfis evidenciados com o perfil de amostra não clínica (Carvalho & Primi, 2013) e realizou-se o procedimento de Análise de Perfis por Medidas Repetidas visando verificar se o IDCP é capaz de discriminar as diferentes categorias de TP do DSM-IV-TR. Os resultados apontaram a validade do IDCP para a avaliação de traços patológicos da personalidade, considerando que a amostra clínica apresentou pontuações mais altas do que a amostra não clínica e os pacientes com diferentes diagnósticos de TP apresentaram perfis discrepantes e caracterizados por dimensões conceitualmente coerentes com as categorias de TP nas quais foram diagnosticados. pt
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject transtornos da personalidade pt
dc.subject inventario de personalidade pt
dc.subject testes de personalidade pt
dc.subject testes psicologicos pt
dc.subject manual diagnostico e estatistico dos transtornos mentais pt
dc.title Evidências de validade para o inventário dimensional clínico da personalidade (idcp) com base nos perfis de participantes com diagnóstico psiquiátrico pt
dc.type Dissertação de mestrado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.identifier.file 2013-0778.pdf
dc.description.source Dados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2013 a 2016)
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt
unifesp.graduateProgram Psiquiatria e Psicologia Médica pt
unifesp.knowledgeArea Ciências da saúde pt
unifesp.researchArea Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account