Impacto clínico dos polimorfismos inserção/deleção da enzima conversora de angiotensina i e +9/-9 do receptor b2 de cininas na sobrevida do enxerto renal

Impacto clínico dos polimorfismos inserção/deleção da enzima conversora de angiotensina i e +9/-9 do receptor b2 de cininas na sobrevida do enxerto renal

Author Amorim, Carlos Eduardo Neves Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Araujo, Ronaldo de Carvalho Araujo Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Nefrologia)
Abstract Introduçao: Há um consenso na literatura científica que suporta a importância dos sistemas calicreína cininas e renina-angiotensina na fisiologia renal, mas poucos estudos têm investigado a sua importância pós transplante renal. Objetivo: investigar os efeitos clínicos do polimorfismo de inserção/deleção do gene da enzima conversora de angiotensina I (ECA) e o polimorfismo +9/-9 no gene do receptor B2 de cininas (RB2) Material e método: em pacientes transplantados renais (ECA n= 215, B2R n= 203), em comparação com 443 indivíduos saudáveis. Resultados: Os resultados demográficos mostraram que existe uma maior freqüência do alelo D (alta atividade plasmática de ECA) e do alelo +9 (menor expressão de RB2) em pacientes transplantados quando comparados com o grupo controle. Observou-se também uma maior frequência desses alelos em pacientes que tiveram um elevado nível de creatinina plasmática. No sétimo dia pós-transplante, verificou-se uma maior prevalência de indivíduos com o genótipo DD com elevado nível de creatinina plasmática. Além disso, os indivíduos com o genótipo DD tinham uma maiores índices de rejeição crônica, aguda e perda de enxerto em comparação com os pacientes do genótipo II, pacientes esses, do genótipo II, que não apresentaram nenhum episódio de perda de enxerto. Nós também encontramos que o transplante realizado entre um paciente DD e um doador II ou ID apresentou uma maior chance de rejeição aguda do que o contrário. Na análise de prescrição medicamentosa, 161 indivíduos foram medicados com algum tipo de anti-hipertensivos, sendo que 44 estavam fazendo uso de inibidores de ECA, 36% do grupo transplantado, e observou-se que os inibidores de ECA foram renoprotetores pois nenhum desses pacientes apresentou episódios de perda do enxerto. Conclusão: Tomados em conjunto, nossos dados sugerem que a genotipagem destes indivíduos para o polimorfismo da ECA bem como a utilização dos inibidores de ECA podem ser clinicamente relevantes
Keywords transplante renal
enzima conversora de angiotensina i
receptor b2 de cininas
polimorfismos genéticos
Language Portuguese
Date 2014-03-31
Published in AMORIM, Carlos Eduardo Neves. Impacto clínico dos polimorfismos inserção/deleção da enzima conversora de angiotensina i e +9/-9 do receptor b2 de cininas na sobrevida do enxerto renal. 2014. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1522780
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48991

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account