Efeito da suplementaçao de leucina nas vias tróficas e atróficas da musculatura esquelética de ratos submetidos a privação de sono paradoxal

Efeito da suplementaçao de leucina nas vias tróficas e atróficas da musculatura esquelética de ratos submetidos a privação de sono paradoxal

Autor Souza, Helton de Sa Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mello, Marco Tulio de Mello Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia
Resumo Objetivo: Analisar os efeitos da suplementação de leucina nas vias tróficas e atróficas da musculatura esquelética de ratos submetidos à privação de sono paradoxal por 96 horas. Métodos: foram utilizados 46 ratos machos WistarEPM-1 distribuídos em 4 grupos: controle (CTL); suplementado com leucina (LEU); privado de sono paradoxal por 96h (PS); e suplementado com leucina e privado de sono paradoxal por 96h (LEU+PS). A suplementação de leucina foi feita por GAVAGE (1,35g/kg), iniciando-se 3 dias antes do período de privação de sono e mantida até o fim do protocolo. Ao final do protocolo o sangue e músculo gastrocnemius foram coletados para análises de corticosterona, testosterona total, insulina, creatinina e ureia; bem como as proteínas envolvidas na sinalização de síntese (Akt, mTOR, p70S6k e 4E-BP1) além do IGF-1 intramuscular e as proteínas envolvidas na degradação proteica (FoxO3a, proteínas ubiquitinadas, LC3-II, p62/SQSTM1 e a atividade enzimática inicial do proteassomo). Resultados: A suplementação de leucina e a privação de sono não alteraram os níveis de creatinina e ureia circulantes, porém a testosterona total sérica diminuiu em ambos os grupos submetidos à privação de sono (PS e LEU+PS), enquanto a corticosterona esteve elevada nestes mesmos dois grupos. Quanto às sinalizações intramusculares a p-Akt diminuiu em ambos os grupos privados de sono, o IGF-1 foi menor apenas no grupo PS; a p-mTOR, p-p70S6k e p4E-BP1 foram aumentadas nos grupos LEU e LEU+PS, sendo esta última também aumentada no grupo PS. A atividade do proteassomo foi maior nos grupos PS e LEU+PS, assim como a FoxO3a, proteínas ubiquitinadas, LC3-II e p62/SQSTM1 que não se alteraram nos grupos que não foram privados de sono. O gastrocnemius apresentou diminuição da sua massa somente no grupo PS, com diferentes respostas na área de secção transversa das fibras: 1) não houve alteração nas fibras do tipo I em nenhum dos grupos; 2) foi identificada redução nas fibras do tipo IIa nos grupos PS e LEU+PS; e 3), redução das fibras do tipo IIb somente no grupo PS. Conclusão: A suplementação de leucina suprimiu a redução da atrofia do gastrocnemius na condição de privação de sono paradoxal, com ação específica sobre as fibras do tipo IIb. Mesmo não alterando a degradação, a leucina foi capaz de aumentar as sinalizações de síntese proteica durante a privação de sono, regulando o turnover proteico. Estes resultados foram independentes da regulação do perfil sérico da testosterona e corticosterona, sugerindo que talvez estes não sejam os únicos sinalizadores da atrofia muscular durante a privação de sono paradoxal em ratos.
Assunto leucina
privação do sono
músculo esquelético
nutrição
hormônios
Idioma Português
Data 2014-08-27
Publicado em SOUZA, Helton de Sa. Efeito da suplementaçao de leucina nas vias tróficas e atróficas da musculatura esquelética de ratos submetidos a privação de sono paradoxal. 2014. 91 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1315024
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48657

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)