Percursos do branqueamento : família Prado e imigração em São Paulo

Percursos do branqueamento : família Prado e imigração em São Paulo

Autor Lopes, Tabita Tiede Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fernandes, Maria Fernanda Lombardi Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciências Sociais
Resumo This research deals with the whitening of the population as a comprehensive phenomenon, related with the historic process of racialization, working however with its own terms. Looking at the historic backgrounds, this work is limited by the context of Brazil and of São Paulo state, going through the paths of the white advance, from sertanismo to coffee expansion. Following the trajectory of the Prado Family, we see that the 19th century elite looks for a political project, especially in the moments of the final crisis of the slavery, when searches a way out by the heights. Thus, the immigrants come in large scale, with public money, in a state policy started by the Martinico Prado's company. The non-white workers's substitution by European ones comply with the interests of the coffee elites, saving the farming and strengthening the whitening intrinsic to the colonial project.

Esse trabalho busca investigar o branqueamento enquanto fenômeno abrangente, imbricado ao processo histórico da racialização, operando, porém em termos próprios. Lançando um olhar sobre seus antecedentes históricos, a pesquisa se detém no contexto brasileiro e paulista, percorrendo os (des)caminhos do avanço branco, do sertanismo à expansão cafeeira. Acompanhando a trajetória da família Prado, vemos a própria elite do século XIX em busca de um projeto político, especialmente nos momentos de crise final da escravidão, quando será buscada uma saída pelo alto. Os imigrantes são então trazidos em grande escala, com dinheiro público, em uma política de Estado iniciada pela empresa de Martinico Prado. A substituição dos trabalhadores não-brancos por europeus vem atender aos interesses das elites do café, salvando a lavoura e fortalecendo o branqueamento intrínseco ao projeto colonial
Assunto Whitening
Romanism
Racism
Immigration
Prado family
Branqueamento
Romanismo
Racismo
Imigração
Família prado
Idioma Português
Data 2015-12-11
Publicado em LOPES, Tabita Tiede. Família prado e imigração em São Paulo. 2015. 166 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2015.
Linha de pesquisa Sociologia
Área de concentração Ciências humanas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 166 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2774605
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48074

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: tabita-tiede.pdf
Tamanho: 1.271Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)