Efeito do treinamento físico e do consumo de ômegas 3 sobre o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade em crianças

Efeito do treinamento físico e do consumo de ômegas 3 sobre o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade em crianças

Autor Marques, Viviane Grassmann Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Galduroz, Jose Carlos Fernandes Galduroz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia
Resumo Background: ADHD is a prevalent disorder that compromises many aspects of life. These children present impairment in behavior and executive function. On the other hand, some studies suggest that physical exercise can improve these aspects in different ages. Objective: The aim of this study was to analyze the effects of physical training on the behavior and cognitive function of ADHD children. Method: We reviewed original articles that evaluated the effects of physical training on the behavior and/or cognitive functions of ADHD children from PubMed, Scopus, and Web of Knowledge databases that were indexed between 1980 and 2015. This review also comprised articles in English, Spanish and Portuguese. Results: Thirteen original articles met the inclusion criteria, out of 587 articles found. Conclusion: Physical training can improve attention, as well as some aspects of executive function and behavior.

O transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é um dos transtornos mais prevalentes entre crianças/adolescentes. Estas crianças/adolescentes apresentam alterações para manter a atenção, funções executivas e comportamento que comprometem a sua vida diária. Apesar de o tratamento medicamentoso ser bastante utilizado, alguns pais ainda buscam alternativas não medicamentosas para seu tratamento. Neste sentido, a literatura tem demonstrado que o tipo de ambiente e o estilo de vida têm forte influência sobre a saúde (física e mental). Dentre estes hábitos estão a alimentação e a prática de exercícios físicos. A sociedade moderna tem diminuído tanto o consumo de ômega-3 quanto tem cada vez mais diminuído as atividades físicas, o que parece ser extremamente prejudicial para a população. Estes hábitos parecem ser fundamentais desde a infância, uma vez que esta é a fase em que ocorre o desenvolvimento do sistema nervoso central. O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito do treinamento físico e da administração de óleo de peixe sobre o comportamento, funções cognitivas e os níveis sérios de IGF-1, BDNF, TNF-? IL-6 e IL-10 em crianças com perfil comportamental de TDAH. Foram selecionadas 47 crianças com TDAH, do sexo masculino, com idade entre sete e 14 anos. Os voluntários foram distribuídos, aleatoriamente, em quatro grupos: Grupo Controle (GC), Grupo Treinamento (GT), Grupo Ômega (GO), e Grupo Treinamento + Ômega (GTO). O tratamento teve a duração de três meses. Os grupos GO e GTO receberam 1,1 g de óleo de peixe, duas vezes ao dia e os grupos GC e GT cápsulas idênticas, porém contendo óleo mineral. O estudo foi duplo-cego em relação à ingesta das cápsulas. Já os grupos GT e GTO realizaram o treinamento físico com múltiplos componentes, três vezes por semana, uma hora por dia em uma intensidade moderada. No início e ao final do protocolo foram realizadas avaliações comportamentais, sanguíneas e das funções cognitivas. O Grupo Ômega apresentou uma menor gravidade de TDAH; diminuiu o número de erros, aumentou o tempo até cometer um erro e o percentil na avaliação da atenção seletiva; diminuiu o tempo para realização da prancha 3 e o tempo até cometer um erro na prancha 2 no teste Stroop; e aumentou o número de acertos no subteste Procurar Símbolos após o tratamento. O Grupo Treino apresentou um valor maior nível de atividades e total de competências ao final do tratamento. O Grupo TO apresentou uma diminuição nos valores referentes à escala de deficiência de ácidos graxos essenciais, dos sintomas de desatenção, a gravidade do total de sintomas de TDAH, dos sintomas de lentidão cognitiva e de problemas de estresse pós-traumático e um aumento no desempenho escolar ao final do tratamento. Com relação às analises sanguíneas os grupos Ômega e TO demonstraram um aumento significativo nos níveis sérico de DHA e EPA, e uma diminuição das razões AA/DHA e AA/EPA ao final do tratamento. Tanto o Grupo Controle quanto o Grupo Treino aumentaram os níveis de IGF-1 se comparado ao valor inicial. Não houve diferenças significativas para as variáveis IL-10, IL-6, BDNF e TNF alfa. Desta forma podemos concluir que o tratamento com óleo de peixe melhorou os sintomas do TDAH, o controle inibitório, atenção seletiva, e as atividades diárias (pragmatismo útil), enquanto aumentou os níveis séricos de DHA e EPA e diminuiu as razões AA/DHA e AA/EPA. O treinamento físico melhorou os sintomas de TDAH, as atividades diárias (pragmatismo útil) e aumentou os níveis séricos de IGF-1. Já a combinação dos dois tratamentos melhorou (segundo os responsáveis) a atenção os sintomas do TDAH, o desempenho escolar, a lentidão cognitiva, os sintomas de estresse pós-traumático e os sintomas relacionados à deficiência de AGE, além de aumentar os níveis séricos de DHA e EPA e diminuir as razões AA/DHA e AA/EPA. Entretanto estas melhoras não parecem ser mediadas por alterações das citocinas pró ou anti-inflamatórias, xv IGF-1 ou BDNF. Já a melhora no controle inibitório no grupo que recebeu óleo de peixe parece estar relacionada ao aumento do DHA sérico. Palavra-chave: Treinamento físico, TDAH, Ômega, Tratamento.
Assunto physical training
tdah
omega
treatment
treinamento físico
tdah
ômega
tratamento
Idioma Português
Data 2015-04-30
Publicado em MARQUES, Viviane Grassmann. Efeito do treinamento físico e do consumo de ômegas 3 sobre o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade em crianças. 2015. 91 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2380560
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47913

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)