Consequências do estresse de derrota social sobre os efeitos estimulantes e reforcadores condicionados da nicotina em camundongos

Consequências do estresse de derrota social sobre os efeitos estimulantes e reforcadores condicionados da nicotina em camundongos

Autor Domingues, Liz Paola Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Quadros, Isabel Marian Hartmann de Quadros Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia
Resumo Objective: This study aimed to investigate the consequences of two types of repeated social defeat stress (episodic and continuous) on nicotine-induced psychomotor effects and conditioned reward in mice. Methods: Using the resident-intruder model, experimental mice (intruder) were defeated by an aggressive one (resident). After each daily defeat, intruders returned to their homecage (episodic stress) or cohabitated with the aggressor for 24h (continuous stress), until the next defeat. After the 10-day stress protocol, different batches of mice received nicotine (0.1 mg/kg, s.c.) in locomotor tests (short- and long-term), or for conditioned place preference (CPP). Results: Both defeat protocols induced short-term (within 24h) locomotor suppression, which was potentiated by nicotine only after continuous defeat stress. Ten days after the final defeat, locomotor suppression was no longer observed due to stress or nicotine. Nicotine failed to induce place preference or aversion after either defeat protocol. Only the episodic defeat group showed nicotine-induced locomotor suppression one week after the additional nicotine exposure during the CPP protocol. Conclusion: Our findings indicate that different consequences of episodic and continuous stress on nicotine psychomotor effects were observed shortly after stress. Differential long-term effects on nicotine locomotor response were only observed when stressed mice were further exposed to repeated nicotine administration (during CPP). Also, neither episodic nor continuous defeat stress facilitated the acquisition of conditioned place preference or aversion to nicotine.

Objetivo: Investigar as consequências de dois protocolos de estresse de derrota social (episódica e continua) sobre os efeitos psicomotores e reforçadores condicionados da nicotina. Métodos: Foi utilizado o modelo do residente intruso, no qual o sujeito experimental (camundongo intruso) foi derrotado diariamente por um camundongo agressor diferente. Após cada período de confronto o camundongo intruso retornou para sua gaiola moradia (derrota episódica) ou permaneceu coabitando com o residente por 24 horas (derrota continua). Após o período de 10 dias do protocolo de derrota social os animais foram direcionados para os testes locomotores ou para a preferência condicionada ao lugar (PCL). Tanto para avaliação locomotora quanto para indução de PCL pós protocolo de derrota social foi utilizada a dose de 0,1 mg/kg de nicotina. Resultados: Ambos os protocolos de derrota social (episódica e continua) induziram redução da atividade locomotora a curto prazo, efeito potencializado pela nicotina somente no grupo exposto à derrota episódica. Essa atenuação locomotora induzida tanto pelo estresse quanto pela nicotina não foi observada 10 dias após o fim do protocolo de derrota social. Nenhum dos protocolos de derrota social favoreceu a aquisição de preferência ou aversão condicionada ao lugar induzida por nicotina. Uma semana após a exposição à nicotina durante protocolo de PCL, o grupo exposto previamente a derrota episódica apresentou atenuação locomotora induzida por nicotina. Conclusão: Foram observadas diferentes consequências dos protocolos de derrota social episódica e continua sobre os efeitos psicomotores da nicotina, havendo favorecimento do efeito atenuador de atividade locomotora da droga pelo grupo derrota continua nos testes a curto prazo. Uma semana após exposição repetida à nicotina durante protocolo de PCL o grupo derrota episódica, mas não continua, também apresentou redução da atividade locomotora induzida pela droga. Nenhum dos protocolos de derrota social favoreceu a aquisição de preferência ou aversão condicionada induzida por nicotina.
Assunto stress
nicotine
mice
dependência de drogas
sensibilização comportamental
preferência condicionada ao lugar
estresse social
recompensa
efeito estimulante
Idioma Português
Data 2016-02-29
Publicado em DOMINGUES, Liz Paola. Consequências do estresse de derrota social sobre os efeitos estimulantes e reforcadores condicionados da nicotina em camundongos. 2016. 56 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 56 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3614654
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47878

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)