A reconstrução habermasiana do materialismo histórico: a teoria comunicativa enquanto crítica da economia política

A reconstrução habermasiana do materialismo histórico: a teoria comunicativa enquanto crítica da economia política

Autor Geronimo, Andre de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Amorim, Henrique Jose Domiciano Amorim Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciências Sociais
Resumo Since its initiative to reconstitute the praxis at the core of social and critical theories, Jürgen Habermas presents in his writings a reconstructive approach of historical materialism. Outlining his intent firstly in Theory and practice, the author draws basilar points of his intellectual project in central works as Knowledge and human interests, from 1968, Technology and science as ?ideology?, also from the same year, Legitimation crisis, from 1973, until reaching the reconstructivism properly named in Towards a reconstruction of historical materialism, from 1976, where take places a systematization of the premises that supports his communicative theory towards the conjectural challenges posed by the changes in historical and social reality to marxist thought. Enquiring the persistence of the dialectic between productive forces and production relations, Habermas theorizes that class struggle no longer express the glaring contradictions in economic and political relations and that, for the continuity of social development, new evolutionary elements would have been systematized in the institutionalization of conflicts of interests. Such elements would be subjectively linked to processes of social learning, performing the constitution of individual and organizational identities that, beyond the classist arrangements, would allow the formation of emancipatory behaviours oriented by the mutual understanding and by the search for consensus through the discursivity. In this context, we propose to analyse the path covered by the author in grounding language and interaction as new dimensions capable of grasping these symbolic and subjective mediations in the reconstruction of what, despite the materialist comprehension of history, would be the core elements of the human gender socialization by the communicative reason and action.

Desde sua iniciativa em reconstituir a práxis no cerne das teorias sociais e críticas, Jürgen Habermas situa em seus escritos uma disposição de reconstrução do materialismo histórico. Esboçando seu intento já em Teoria e práxis, o autor traça pontos basilares de seu projeto intelectual em obras centrais como Conhecimento e interesse, de 1968, Técnica e ciência como ?ideologia?, também do mesmo ano, e A crise de legitimação do capitalismo tardio, de 1973, até chegar ao reconstrutivismo propriamente dito em A reconstrução do materialismo histórico, de 1976, onde sistematiza de modo mais detido os pressupostos de sustentação de sua teoria comunicativa frente aos desafios colocados pelas transformações da realidade histórica e social da conjuntura ao pensamento marxista. Questionando a persistência da dialética entre forças produtivas e relações de produção, Habermas teoriza que a luta de classes já não mais expressaria as contradições manifestas nas relações econômicas e políticas e que, para a continuidade do desenvolvimento social, teriam se sistematizado novos elementos evolutivos frente à institucionalização dos conflitos de interesses. Tais elementos estariam subjetivamente ligados a processos de aprendizagem social, desempenhando a constituição de identidades individuais e organizacionais que, para além das disposições classistas, permitiriam a formação de comportamentos emancipatoriamente orientados pelo entendimento mútuo e pela busca de consensos pela discursividade. Neste contexto, nos propomos a analisar o percurso do autor na fundamentação da linguagem e da interação como novas dimensões capazes de apreender estas mediações simbólicas e subjetivas na reconstrução do que, em detrimento da compreensão materialista da história, seriam os elementos nucleares de socialização do gênero humano pela razão e pela ação comunicativa
Assunto reconstructivism
historical materialism
communicative theory
reconstrutivismo
materialismo histórico
teoria comunicativa
Idioma Português
Data 2014-11-12
Publicado em GERONIMO, Andre de Oliveira. A reconstrução habermasiana do materialismo histórico: a teoria comunicativa enquanto crítica da economia política. 2014. 148 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2014.
Linha de pesquisa Sociologia
Área de concentração Ciências humanas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 148 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1545410
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47688

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)