Tradução, adaptação cultural, validação, confiabilidade e responsividade da versão brasileira do questionário identification of functional ankle instability (idfai)

Tradução, adaptação cultural, validação, confiabilidade e responsividade da versão brasileira do questionário identification of functional ankle instability (idfai)

Author Martinez, Bruna Reclusa Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Inoue, Liu Chiao Yi Inoue Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Interdisciplinar em Ciências da Saúde
Abstract Objectives: Translate and cross-cultural adapt the questionnaire IdFAI to Brazilian Portuguese language (IdFAI-Brazil); even analyze the validity, reliability and responsiveness. Methods: Translation and cross-cultural adaptation of IdFAI to Brazilian-Portuguese version process, was accomplished using standard guidelines and was applied in 50 university students. The reliability and validity was tested in 50 volunteers (100 lower limbs). The reliability was tested thru the reproducibility evaluation (test-retest inter and intra-observer), internal consistency, standard error of measurement and minimal detectable change. The validity was made using the Portuguese version of visual analogic scale to instability (VAS-I), Cumberland Ankle Instability Tool Questionnaire (CAIT) and Lower Extremity Functional Scale (LEFS). Correlation among IdFAI and VAS-I, CAIT and LEFS was analysed by Spearman’s correlation coefficient. For responsiveness measurement, the questionnaire IdFAI and 11 assessments were used before and after an eight week treatment period in 25 patients with functional ankle instability. The internal responsiveness was tested with the usage of paired t-test, effect size, standardized response mean and floor and ceiling effects. Results: IdFAI-Brazil presented high internal consistency (Cronbach α=0.90), excellent reproducibility (intraclass correlation coefficient=0.98 for inter and 0.96 for intra-observer); and excellent agreement (standard error of measurement, 0.94 and 1.46 points for inter and intra-observer; minimal detectable change at the 90% confidence level, 2.20 points for inter and 3.40 for intra-observer). Moreover, the questionnaire showed a strong correlation (r=0.74 and -0.78; p<0.001) with specific tools that measure ankle instability VAS(I) and CAIT, and poor correlation (r=-0.21; p=0.033) with LEFS scale. When analyzed the clinical changes after the physical therapy intervention, IdFAI-Brazil showed high responsiveness with significant changes (p<0,001) in the score, large effect size (1.34), large standardized response mean (1.28) and no floor and ceiling effects. Conclusion: The Brazilian Portuguese version of IdFAI questionnaire has shown to be a valid, reliable and responsive tool to evaluate ankle functional instability and it may be used in clinical and scientific fields.

Objetivos: Traduzir e adaptar culturalmente o questionário Identification of Functional Ankle Instability (IdFAI) para o Português do Brasil, além das avaliações da validade, confiabilidade e responsividade da versão brasileira do questionário IdFAI. Métodos: Os processos de tradução e adaptação transcultural seguiram as diretrizes metodológicas e foram realizados em 50 estudantes universitários. A confiabilidade e a validade da versão brasileira do questionário IdFAI foram testadas em 50 voluntários (100 membros inferiores). A confiabilidade foi avaliada através da reprodutibilidade (teste-reteste inter e intra-observador), consistência interna, erro padrão de medida e mudança mínima detectável. A validade foi realizada utilizando as versões em Português da escala visual analógica para instabilidade (EVA-I), do questionário Cumberland Ankle Instability Tool (CAIT) e da Lower Extremity Functional Scale (LEFS), analisadas pelo coeficiente de correlação de Spearman. Para a avaliação da responsividade, o questionário IdFAI e 11 âncoras foram mensurados, antes e após um período de tratamento de oito semanas, realizado em 25 pacientes com instabilidade funcional do tornozelo. A responsividade interna foi avaliada através dos testes t pareado, tamanho de efeito, média de resposta padrão e efeitos de “chão e teto”. Resultados: A versão Brasileira do questionário IdFAI apresentou excelente consistência interna (α de Cronbach=0,90), excelente reprodutibilidade (coeficiente de correlação intraclasses=0,98 para inter e 0,96 para intra-observador), e alto nível de concordância (erro padrão de medida, 0,94 e 1,46 pontos para inter e intra-observador; mudança mínima detectável com 90% de confiança, 2,20 pontos para inter e 3,40 para intra-observador). O IdFAI-Brasil também apresentou fortes correlações (r=0,74 e -0,78; p<0,001) com as medidas específicas de instabilidade do tornozelo EVA(I) e CAIT, e fraca correlação (r=-0,21; p=0,033) quando associado com a escala LEFS. Ao analisar as mudanças clínicas após uma intervenção fisioterapêutica, o IdFAI-Brasil demonstrou alta responsividade com diferença significativa (p<0,001) em seu escore após o tratamento, grande magnitude de mudança (tamanho de efeito=1,34), grande capacidade de reposta (média de resposta padrão=1,28) e sem efeitos de “chão e teto”. Conclusão: A versão brasileira do questionário IdFAI demonstrou ser válida, confiável e responsiva para determinar a instabilidade funcional do tornozelo na população brasileira, podendo ser utilizada no âmbito científico e na prática clínica.
Keywords questionnaires
translating
validation studies
reproducibility of results
joint instability
questionários
tradução
estudos de validação
reprodutibilidade dos testes
instabilidade articular
Language Portuguese
Date 1905-07-08
Published in MARTINEZ, Bruna Reclusa. Tradução, adaptação cultural, validação, confiabilidade e responsividade da versão brasileira do questionário identification of functional ankle instability (idfai). 2016. 62 f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2016.
Research area Interdisciplinar
Knowledge area Multidisciplinar
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 62 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3699573
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47672

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account