Relação entre sintomas depressão e marcadores inflamatórios em adolescentes obesos integrantes de um programa de tratamento interdisciplinar para mudança do estilo de vida

Relação entre sintomas depressão e marcadores inflamatórios em adolescentes obesos integrantes de um programa de tratamento interdisciplinar para mudança do estilo de vida

Author Ferreira, Joana Pereira de Carvalho Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Damaso, Ana Raimunda Damaso Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Interdisciplinar em Ciências da Saúde
Abstract Obesity is a chronic disease which have multifactorial etiology and consequences, including altered humor states. Due to its high mobidity and mortality, several studies aims to investigate the associations between overweight and related diseases, targering decrese risks and identifie better control and treatment methods. It was observed that researches investigating the associations between obesity – and its inflammatory state –, with depression and anxiety showed contraditory results, indicating the need of more studies on the field. Thus, the present investigation aimed to evaluate the assocation between obesity and psychological symptoms, investigating more specifically the role of inflammatory markers on this relationships. Data collection were done for the Obesity Study Group, which performs a long-term interdisciplinary weight loss therapy with obese adolescents. The first study of this thesis investigated the associations between the changes on leptin concentrations and changes o depressive symptoms after long-term interdisciplinary weight loss therapy. It ws evaluated 75 obese adolescents (30 boys and 45 girls; 16.28 ± 2.37 years; BMI 35.75 ± 4.64 kg/m2), at baseline and after 01 year. Results showed a significant improvement on inflammatory profile related to obesity ando n depressive symptoms. Multiple regression analysis were performed to test the associations between the cited results, which showed that decreased leptin (mitigation of pro-inflammatory state) was a predictor of depressive symptoms amelioration, independente of changes in visceral fat (β=0.386; p= 0.002), body mass (β=0.226; p=0.05) and fat mass (β=0.308; p=0.009). These results were mor significante for girls than boys. The second study investigated the relationship between inflammatory markers and anxiety symptoms in obese with and without binge eating. It was included 80 adolescents (37 boys and 43 girls, 16.45 ± 2.35 years; BMI 36.33 ±4.88 kg/m2). Results demonstrated a significant weight loss, improvement on the body composition and inflammatory profile and a better psychological profile after therapy. Moreover, the leptin/adiponectin ratio was found as a predictor of decreased anxiety trait symptoms on the binge eating group, independent of gender (β=0.50; p=0.01), age (β=0.54; p=0.01), body mass (β=0.49; p=0.01), BMI (β=0.51; p=0.01), fat mass (β=0.56; p<0.01) and visceral fat (β=0.53; p<0.01). In conclusion, this thesis results demonstrated that inflammatory markers are associated with comorbid psychological symptoms (depression, anxiet and binge eating) in obese adolescentes.These results should be taken in account for the control and treatment of obesity and related psychological disorders.

A obesidade é uma doença crônica, de etiologia multifatorial, incluindo estados alterados no humor. Devido à alta morbidade e mortalidade associada a ela, diversas são as pesquisas que tem como objetivo investigar a relação do excesso de peso com comorbidades, objetivando minimizar riscos para a população e verificar formas de controle e tratamento adequadas. Após a realização de uma revisão de literatura, observou-se que os estudos sobre a relação entre a obesidade – e o estado de inflamação sub-clínica característico desta doença –, com sintomas de depressão e ansiedade, apresentam resultados ainda muito contraditórios, indicando a necessidade de mais estudos na área. Assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar a associação entre a obesidade e sintomas psicológicos, investigando mais especificamente o papel dos marcadores inflamatórios nestas relações. A coleta de dados foi realizada pelo Grupo de Estudos da Obesidade, o qual oferece um tratamento interdisciplinar de longo prazo para perda de peso em adolescentes obesos. A primeira investigação da presente tese analisou a relação entre alterações nas concentrações de leptina e as mudanças da apresentação de sintomas de depressão após terapia interdisciplinar de longo prazo para perda de peso. Foram avaliados 75 adolescentes obesos (30 meninos e 45 meninas; 16,28 ± 2,37 anos; IMC 35,75 ± 4,64 kg/m2), antes e após 01 ano de terapia e os resultados demonstraram uma melhora significativa tanto no perfil inflamatório característico da obesidade, quanto dos sintomas de depressão. Para avaliar a relação entre esses dois resultados, análises de regressão simples e múltipla foram realizadas, as quais mostraram que a diminuição dos níveis de leptina (atenuação do estado pró-inflamatório), foi preditor da diminuição dos sintomas de depressão, independente das mudanças na gordura visceral (β=0,386; p= 0,002), massa corporal (β=0,226; p=0,05) e massa de gordura (β=0,308; p=0,009). Esses resultados mostraram-se mais significativos nas meninas do que nos meninos. O segundo artigo investigou a relação entre marcadores inflamatórios e sintomas de ansiedade em adolescentes obesos com e sem compulsão alimentar. Foram incluídos 80 adolescentes (37 meninos e 43 meninas; 16,45 ± 2,35 anos; IMC 36,33 ±4,88 kg/m2). Os resultados mostraram uma significativa perda de peso, melhora da composição corporal e perfil inflamatório, além de melhora dos sintomas psicológicos. Além disso, foi demonstrado que a diminuição no valor da razão adiponectina/leptina foi preditora da diminuição dos sintomas de ansiedade traço no grupo com compulsão alimentar, independente de gênero (β=0,50; p=0,01), Idade (β=0,54; p=0,01), Massa corporal (β=0,49; p=0,01), IMC (β=0,51; p=0,01), gordura corporal (%) (β=0,56; p<0,01), e gordura abdominal (β=0,53; p<0,01). Em conclusão, os resultados desta tese demonstraram que marcadores inflamatórios apresentam uma associação com a presença de sintomas psicológicos (depressão, ansiedade e compulsão alimentar) em adolescentes obesos, devendo tais resultados ser considerados para o controle e tratamento da obesidade e comorbidades psicológicas relacionadas.
Keywords obesity
inflammation
leptin
adiponectin
depression
anxiety
binge eating
obesidade
inflamação
leptina
adiponectina
depressão
ansiedade
compulsão alimentar
Language Portuguese
Date 1905-07-08
Published in FERREIRA, Joana Pereira de Carvalho. Relação entre sintomas depressão e marcadores inflamatórios em adolescentes obesos integrantes de um programa de tratamento interdisciplinar para mudança do estilo de vida. 2016. 128 f. Tese (Doutorado) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2016.
Research area Interdisciplinar
Knowledge area Multidisciplinar
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 128 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3704696
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47436

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account