Olhares médicos sobre a socialização da medicina na associação paulista de medicina (anos de 1940 e 1950)

Olhares médicos sobre a socialização da medicina na associação paulista de medicina (anos de 1940 e 1950)

Autor Piacente, Michele Suzeley Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nemi, Ana Lucia Lana Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação História
Resumo The medical practice has undergone significant changes in the late nineteenth to the twentieth century in Brazil . Doctors increasingly gained prominence due to at least three factors : the incorporation of new technological and therapeutic resources , the affirmation of medicine as a science and the effort of nations to increase access of their populations to health services . The creation of entities as Associação Paulista de Medicina ( APM ) , second medical association in São Paulo , and subsequently the development of a debate on the term socialized medicine , are part of this environment of corporate changes . To investigate the way the call for socialized medicine physicians APM who wrote on the topic chosen as the main source Revista Paulista Medical Association , which began publication in 1932 , and reached a circulation of 4000 copies at the beginning 50s . Strong opposition from APM to what he called " unilateral socialized medicine " and the holding of a congress on the issue organized by the institution were fundamental to the choices of this research . The existence of multiple uses for the highlighted expression was observed and to understand what each doctor meant by socialization will need to analyze their speeches ( shares) , their practices ( employment status ) and their institutional and political ties . The aim of this research is to initiate an analysis of this expression , which is often used even today to refer to different ways of expanding access to health care in countries such as Brazil and the United States , for example.

A prática médica sofreu mudanças significativas na passagem do século XIX para o XX no Brasil. Os médicos ganharam cada vez mais destaque devido a pelo menos três fatores: a incorporação de novos recursos tecnológicos e terapêuticos, a afirmação da medicina como ciência e o esforço das nações para aumentar o acesso de suas populações aos serviços de saúde. A criação de entidades como a Associação Paulista de Medicina (APM), segunda associação médica da cidade de São Paulo, e, posteriormente, o desenvolvimento de um debate em torno da expressão socialização da medicina, fazem parte dessa conjuntura de mudanças corporativas. Para investigar os sentidos da chamada socialização da medicina para os médicos da APM que escreveram sobre o tema escolhemos como fonte principal a Revista da Associação Paulista de Medicina, que começou a ser publicada em 1932, e que chegou a uma tiragem de 4000 exemplares no início da década de 50. A forte oposição da APM ao que chamou de ―socialização unilateral da medicina‖ e a realização de um congresso sobre a questão organizado pela instituição foram fundamentais para as escolhas dessa pesquisa. A existência de vários usos para a expressão destacada foi observada e para compreender o que cada médico entendia por socialização será preciso analisar seus discursos (ações), suas práticas (vínculo profissional) e seus vínculos institucionais e políticos. O intuito dessa pesquisa é iniciar uma análise dessa expressão, que muitas vezes é utilizada até os dias atuais para se referir a diferentes formas de expansão do acesso à assistência médica em países como o Brasil e os Estados Unidos, por exemplo.
Assunto history of medicine
socialized medicine
paulista medical association
história da medicina
socialização da medicina
associação paulista de medicina
Idioma Português
Data 2014-05-28
Publicado em PIACENTE, Michele Suzeley. Olhares médicos sobre a socialização da medicina na associação paulista de medicina (anos de 1940 e 1950). 2014. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2014.
Linha de pesquisa História
Área de concentração Ciências humanas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1208748
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46979

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)