Concentrações séricas de vitamina d e disfunção orgânica em pacientes com sepse grave e choque séptico

Concentrações séricas de vitamina d e disfunção orgânica em pacientes com sepse grave e choque séptico

Author Alves, Fernanda Sampaio Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Machado, Flavia Ribeiro Machado Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina Translacional
Abstract Vitamin D is important to the immunomodulation and regulation of inflammatory response. Nevertheless, vitamin D deficiency is rarely taken into account in critically ill patients and its relation with worse outcomes is uncertain. We aimed to assess the baseline serum levels of vitamin D and its variation after the first 7days in septic and non- septic patients and to correlate them with the degree of organ dysfunction both at inclusion and after the first seven days. This was a prospective, observational study in critically ill patients ?18 years-old with severe sepsis or septic shock. We also included a control group paired by age and degree of organ dysfunction.. We determined serum vitamin D levels at baseline (D0) and after the seventh day (D7). Septic and non-septic patients were categorized according to the improvement of vitamin D levels. We consider severe deficiency values below 10 ng/mL, deficiency values between 10 and 20 ng/mL, insufficiency values between 20 and 30 ng/mL and sufficiency if they were ? 30 ng/mL. We also assess clinical and laboratory data to determine the Sequential Organ Failure Assessment score on D0 and D7 and its variation. We considered significant results at p < 0.05. We included 51 patients, 26 with sepsis and 25 controls. The prevalence of hypovitaminosis D was 98%, with no significant difference between septic and non-septic patients. There was no significant correlation between vitamin D at D0 and the Sequential Organ Failure Assessment score at D0 or its variation after 7 days., There was no correlation between the variation of vitamin D and the variation of organ dysfunction, neither in general population nor in septic patients. The baseline levels of vitamin D weakly correlated with D0 magnesium levels (r = 0.387). The improvement in vitamin D levels was higher in the sepsis group. Patients who improved classification of vitamin D also had improved the Sequential Organ Failure Assessment score at D7 (p = 0.013). In conclusion, the prevalence of vitamin D deficiency was high in critically ill patients, both septic and non-septic ones. Septic patients had a greater improvement in their vitamin D levels after 7th days as compared with the non-septic patients. Those critically ill patients who improved from their vitamin D deficiency also had a greater reduction in the intensity of organ dysfunction after 7 days.

A vitamina D é importante na imunomodulação e regulação da resposta inflamatória. A deficiência de vitamina D é raramente considerada em pacientes críticos, sendo sua relação com piores desfechos incerta. Objetivamos avaliar os níveis séricos e a variação de vitamina D nos primeiros sete dias de inclusão em pacientes com ou sem sepse, correlacionando-os com a gravidade da disfunção orgânica na inclusão e sua variação nos primeiros 7 dias. Tratou-se de estudo prospectivo e observacional em doentes críticos ?18 anos com sepse grave ou choque séptico. Incluímos também um grupo controle pareado por idade e gravidade da disfunção orgânica. Foi realizado dosagem sérica de vitamina D no momento da inclusão (D0) e no sétimo dia (D7). Os pacientes sépticos e não sépticos foram categorizados de acordo com a melhora ou não dos valores da vitamina D. Consideramos como deficiência grave de vitamina D valores abaixo de 10 ng/mL, como deficiência valores entre 10 e 20 ng/mL, insuficiência se entre 20 e 30 ng/mL e valores suficientes quando os níveis estivessem ? 30 ng/mL. Também foram avaliados dados clínicos e laboratoriais para determinação do escore Avaliação Sequencial de Disfunção Orgânica no D0 e D7 e sua variação. Consideramos significantes resultados com p <0,05. Foram incluídos 51 pacientes, sendo 26 sépticos e 25 controles. A prevalência de hipovitaminose D foi de 98%, sem diferença significativa entre os sépticos e controles. Não houve correlação significativa entre a vitamina D no D0 e o escore Avaliação Sequencial de Disfunção Orgânica no D0 ou com sua variação após 7 dias. Também não houve correlação entre a variação da vitamina D e a variação desse escore, tanto quando analisada a população em geral como apenas os sépticos. Os níveis basais de vitamina D se correlacionaram fracamente com os níveis de magnésio do D0 (r= 0,387). A melhora dos níveis de vitamina D foi maior no grupo sepse. Os pacientes que melhoraram de classificação da vitamina D tiveram também melhora no escore Avaliação Sequencial de Disfunção Orgânica no D7 (p= 0,013). Conclui-se que a prevalência de deficiência de vitamina D foi elevada em pacientes críticos, tanto sépticos como não sépticos. Os pacientes sépticos apresentaram melhora mais acentuada dos níveis de vitamina D no sétimo dia em comparação com os pacientes não sépticos. Pacientes críticos que melhoraram sua deficiência de vitamina D apresentaram maior redução da intensidade de disfunção orgânica.
Keywords d vitamin
vitamin d deficiency
sepsis
septic shock
intensive therapy
vitamina d
deficiência de vitamina d
sepse
choque séptico
terapia intensiva
Language Portuguese
Date 2016-06-30
Published in ALVES, Fernanda Sampaio. Concentrações séricas de vitamina d e disfunção orgânica em pacientes com sepse grave e choque séptico. 2016. 83 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 83 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3775706
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46595

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account