O programa bolsa família e as representações de pobreza na visão das beneficiárias

O programa bolsa família e as representações de pobreza na visão das beneficiárias

Autor Cunha, Cinthia de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silva, Carlos Alberto Bello e Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciências Sociais
Resumo The objective of this research was to understand if the Bolsa Família Program (PBF) has provided changes in the representation of poverty for its beneficiaries. Specifically, to understand how the privations are experienced by the participants of the PBF in their everyday realities. Developing a discussion about the phenomenon of poverty, we try to evaluate if the PBF allowed its beneficiaries to be seen and perceived by others and by themselves as rights-worthy subjects, and not as individuals belonging to a naturalized landscape in the brazilian scenario. This work uses as a research method the realization of 16 semi-structured interviews with PBF beneficiaries in the city of Campinas, São Paulo. The results of the interviews analyzed indicate that the representations of poverty for the beneficiaries are characterized by an oscillation between negative and positive images about how they see themselves and perceive that they are seen by society in their daily relationships. It was possible to verify that the traditional pejorative ideas of the vagabond, the poor, the weak, the starving, the miserable, are present in the imaginary of the beneficiaries at certain moments, who need the help of the State in order to maintain a dignified life, and in others moments that are presented are the images of subjects who are poor and honest, correct, hardworking, who struggle with difficulty and determination. Still, it is important to point out that the beneficiaries oscillate between negative and positive images depending on the speaker?s point of view, that is, we could notice that when the interviewees talk about what other people think about them, the negative images are the more mentioned, when they are characterized as beneficiaries are the positive images that are indicated. It is necessary to emphasize that the oscillation between negative and positive images is not only presented in a contradictory or opposite way in the beneficiaries imaginary, but also, they can also reveal complementary notions that express the meaning of the experience of poverty for these women.

O objetivo dessa pesquisa foi compreender se o Programa Bolsa Família (PBF) tem proporcionado mudanças na representação da pobreza para suas beneficiárias. De maneira específica, apreender como as privações são vivenciadas pelas participantes do PBF em suas realidades cotidianas. Desenvolvendo uma discussão sobre o fenômeno da pobreza que procuramos avaliar se o PBF possibilitou as suas beneficiárias serem vistas e percebidas pelos outros e por elas mesmas enquanto sujeitos dignos de direitos, e não como indivíduos pertencentes a uma paisagem naturalizada no cenário brasileiro. Esse trabalho utiliza como método de pesquisa a realização de 16 entrevistas semi estruturadas junto às beneficiárias do PBF no município de Campinas, São Paulo. Os resultados das entrevistas analisadas indicam que as representações da pobreza para as beneficiárias são caracterizadas por uma oscilação entre imagens negativas e positivas sobre a forma como elas se veem e percebem que são vistas pela sociedade em suas relações cotidianas. Foi possível verificar que estão presentes no imaginário das beneficiárias em determinados momentos as tradicionais ideias pejorativas do vagabundo, do coitado, do fraco, do morto de fome, do miserável, que precisam da ajuda do Estado para conseguir manter uma vida digna, e em outros momentos o que se apresenta são as imagens de sujeitos que são pobres e honestos, corretos, trabalhadores, que lutam com dificuldade e determinação. Ainda, é importante salientar que as beneficiárias oscilam entre as imagens negativas e positivas a depender do ponto de vista de quem se fala, ou seja, pudemos notar que quando as entrevistadas falam sobre o que outras pessoas pensam sobre elas, as imagens negativas são as mais mencionadas, já quando se caracterizam enquanto beneficiárias são as imagens positivas que são indicadas. É preciso ressaltar que a oscilação entre as imagens negativas e positivas não se apresenta somente de forma contraditória ou oposta no imaginário das beneficiárias, mas sim, podem revelar também noções complementares que expressam o significado da vivência da pobreza para essas mulheres.
Assunto campinas
public policies
bolsa família program
poverty
campinas
políticas públicas
programa bolsa família
pobreza
Idioma Português
Data 2016-11-22
Publicado em CUNHA, Cinthia de Oliveira. O programa bolsa família e as representações de pobreza na visão das beneficiárias. 2016. 119 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2016.
Linha de pesquisa Sociologia
Área de concentração Ciências humanas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 119 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4373986
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46387

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)