A comercialização de fonogramas digitais pela grande indústria fonográfica no Brasil e o esquematismo da indústria cultural (2006-2012)

A comercialização de fonogramas digitais pela grande indústria fonográfica no Brasil e o esquematismo da indústria cultural (2006-2012)

Author Martins, Caue de Camargo Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Dias, Marcia Regina Tosta Dias Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ciências Sociais
Abstract This work aims to analyse the current social processes of transformation in Phonographic Industry. According a sociological reflection on the Critical Theory of Culture Industry conceived by Theodor Adorno and Max Horkheimer (2006) this study focuses on the recorded music commercialization models currently adopted by big companies of phonographic industry called majors (mainly Sony Music, Warner Music and Universal Music) since the turn of the Twentieth Century. This research consider the contemporary dynamics of these conglomerates from a particular object: the Brazilian market of digital phonograms. The transformations on active big phonographic companies in Brazil are analysed and from the study of changes on this empirical universe focused on recorded music commercialization on digital support, the work revisits the diagnosis of Culture Industry ? mainly on the consequences of schematism of industrial production on offering cultural commodities.

O objetivo deste trabalho é analisar os processos sociais recentes de transformação na indústria fonográfica. À luz de uma reflexão sociológica sobre a teoria crítica da indústria cultural concebida por Theodor Adorno e Max Horkheimer (2006), o presente estudo se dedica à investigação dos modelos de comercialização de música gravada recém-adotados por grandes companhias do setor fonográfico, as chamadas gravadoras majors (principalmente Sony Music, Warner Music e Universal Music), desde a virada para o século XXI. Trata-se da pesquisa da dinâmica contemporânea desses conglomerados a partir de um objeto específico: o mercado brasileiro de fonogramas digitais. Particularmente, (1) são analisadas as transformações nas grandes companhias fonográficas atuantes no Brasil e, a partir do estudo das mudanças nesse universo empírico focalizado na comercialização de música gravada em suporte digital, (2) revisita-se o diagnóstico da indústria cultural, principalmente no que se refere às consequências do esquematismo da produção industrial na oferta de mercadorias culturais.
Keywords brazilian phonographic trade
digital phonogram
culture industry
phonographic industry
digital music
comércio fonográfico brasileiro
fonogramas digitais
indústria cultural
indústria fonográfica
música digital
Language Portuguese
Date 2013-09-16
Published in MARTINS, Caue de Camargo. A comercialização de fonogramas digitais pela grande indústria fonográfica no Brasil e o esquematismo da indústria cultural (2006-2012). 2013. 83 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2013.
Research area Sociologia
Knowledge area Ciências humanas
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 83 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=721490
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46348

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account