Corpo e Saúde na Antroposofia: Bildung como cura

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Pereira, Pedro Paulo Gomes [UNIFESP] pt
dc.contributor.author Bastos, Raquel Litterio de [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2018-06-04T19:14:37Z
dc.date.available 2018-06-04T19:14:37Z
dc.date.issued 2016-08-29
dc.identifier https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3803776 pt
dc.identifier.citation BASTOS, Raquel Litterio de. Corpo e Saúde na Antroposofia: Bildung como cura. 2016. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), 2016.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/11600/41883
dc.description.abstract Anthroposophy is a neo romantic spiritual science of the early twentieth century, developed by Austrian philosopher and esoteric Rudolf Steiner, Switzerland. Anthroposophy contributes in various areas of knowledge with their spiritual empiricism imputed Goethe's phenomenology, scientist and poet of German Romanticism. Between the areas that acts are organic architecture, biodynamic agriculture, Waldorf pedagogy and anthroposophic medicine, considered a medical rationality in the SUS and amplifying biomedicine. In Brazil, Anthroposophy was installed in the 1930s, but its expansion occurred in the 1960s, when he inaugurated the first medical clinic – Clinic Tobias, in Santo Amaro – Capital – and the first farm biodynamic in São Paulo – the current Demetria district in the city of Botucatu – both pioneers in Latin America and outside Europe. The objective of the research was to comprise the concept of healing in anthroposophy and its relation to the word-concept Bildung as a therapeutic motto. To do this research adopted a qualitative methodology, conducted through an ethnography, conducting participant observation procedures, interviews and accompaniment the daily life of interlocutors described densely. The research began in 2012, first in the Anthroposophical Society courses and then the participation of body, soul and spirit therapies in Clinical Tobias (in Tobias Branch); in 2013 ethnography was performed in the rural district of Demetria, following the daily life of its residents (in Jatoba Branch); and in 2014 the survey was conducted in Switzerland, in Lausanne (in Branch Christian Rose Croix). The search results show a close relationship between the concept of healing and the elements that make the German romantic medicine: science, morality and aesthetics. Healing in anthroposophy is in search for a Bildung, as well as the European Bildung works as legitimizing motto for healing, especially in middle-class intellectualized in São Paulo. The way to go necessarily need to present an epic aesthetics in face of adversity. For this, the Anthroposophists extol an emotional grammar, where courage, inspired by the archangel Michael and the mythological willpower are the great inspiration. However, the aesthetic values of the German Bildung have adapted to Brazilian culture, transforming healing. en
dc.description.abstract A Antroposofia é uma ciência espiritual neorromântica do início do século XX, elaborada pelo austríaco, filósofo e esotérico Rudolf Steiner, na Suíça. A Antroposofia contribui em várias áreas do conhecimento com a sua empiria espiritual imputada da fenomenologia de Goethe, cientista e poeta ícone do Romantismo Alemão. Entre as áreas que atua estão a arquitetura orgânica, a agricultura biodinâmica, a pedagogia Waldorf e a medicina antroposófica, considerada uma racionalidade médica no SUS e ampliadora da biomedicina. No Brasil, a Antroposofia se instalou na década de 1930, mas sua expansão ocorreu na década de 1960, quando inaugurou a primeira clínica médica – a Clínica Tobias, no bairro de Santo Amaro – Capital – e a primeira fazenda biodinâmica no Estado de São Paulo – atual bairro Demétria, na cidade de Botucatu – ambas pioneiras na América Latina e fora do continente europeu. O objetivo da pesquisa era o de compreender a concepção de cura na Antroposofia e sua relação com a palavra-conceito Bildung como mote terapêutico. Para isso a pesquisa adotou uma metodologia qualitativa, realizada por meio de uma etnografia, realizando procedimentos de observação participante, entrevistas em profundidade e acompanhamento da vida cotidiana dos interlocutores, descrita de forma densa. A pesquisa se iniciou em 2012, primeiro nos cursos da Sociedade Antroposófica e depois na participação das terapias do corpo, da alma e do espírito na Clínica Tobias (no Ramo Tobias); em 2013 a etnografia foi realizada no bairro rural da Demétria, acompanhando o cotidiano de seus moradores (no Ramo Jatobá); e em 2014 a pesquisa foi realizada na Suíça, em Lausanne (no Branch Christian Rose Croix). Os resultados da pesquisa apresentam uma estreita relação entre a concepção de cura e os elementos que compõem a medicina romântica alemã: a ciência, a moral e a estética. A cura na Antroposofia está na busca de uma Bildung, assim como a Bildung europeia funciona como mote legitimador para a cura, principalmente na classe média alta paulistana intelectualizada. O caminho a ser percorrido necessariamente precisa apresentar uma estética épica no enfrentamento da adversidade. Para isso, os antropósofos enaltecem uma gramática emocional, onde a coragem, inspirada no arcanjo Micael, e a força de vontade mitológica são a grande inspiração. No entanto, os valores estéticos da Bildung germânica se adaptaram a cultura brasileira, transformando a cura. pt
dc.description.sponsorship Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent 306 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso aberto
dc.subject Anthroposophy en
dc.subject Bildung en
dc.subject Romantic Medicine en
dc.subject Aesthetics en
dc.subject Healing en
dc.subject Antroposofia pt
dc.subject Bildung pt
dc.subject Medicina Romântica pt
dc.subject Estética pt
dc.subject Cura pt
dc.title Corpo e Saúde na Antroposofia: Bildung como cura pt
dc.title.alternative Body and health in anthroposophy: Bildung as healing en
dc.type Tese de doutorado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.identifier.file 2016-0020.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt
unifesp.graduateProgram Saúde Coletiva – EPM pt
unifesp.knowledgeArea Ciências Sociais e Humanas em Saúde pt
unifesp.researchArea Corpo, saúde e doença pt
dc.subject.cnpq Saúde Coletiva pt



Arquivos deste item

Nome: 2016-0020.pdf
Tamanho: 4.730Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples