O magistério como opção de carreira: um estudo sobre os fatores contributivos para a escolha do curso de Pedagogia em uma universidade pública

O magistério como opção de carreira: um estudo sobre os fatores contributivos para a escolha do curso de Pedagogia em uma universidade pública

Título alternativo Teaching as a career option: study of the contributory factors for choosing the pedagogy course in a public university
Autor Yada, Jackeline Kyoko Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Penna, Marieta Gouvêa de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Educação - Guarulhos
Resumo Esta pesquisa tem por tema o exercício da docência com foco na escolha profissional. O objetivo é investigar fatores sociais relacionados à escolha do curso de Pedagogia por alunos de graduação. As questões que norteiam a pesquisa são: “quais fatores relacionados à origem, trajetória e posição social contribuem para escolha do magistério como profissão? Por que a opção pelo ingresso em uma universidade pública? Qual o perfil dos ingressantes no curso de Pedagogia da universidade pesquisada?”. A hipótese é que a escolha profissional dos agentes está relacionada ao posicionamento social, que diz respeito às condições objetivas de vida, que se incorpora aos indivíduos como um habitus, que por sua vez é em grande parte responsável pelas escolhas realizadas nas trajetórias escolares. Para a fundamentação teórica recorre-se aos conceitos de capital cultural, classe social e habitus de Pierre Bourdieu, por esses contemplarem aspectos relacionados aos processos formativos aos quais o agente social está submetido em seu trajeto social. Nesta pesquisa foram utilizadas duas fontes de dados: Questionário socioeconômico respondido pelos alunos ingressantes no curso de Pedagogia no ano de 2014 e entrevistas semiestruturadas com dez alunas do curso que estudam nos turnos vespertino e noturno. Os resultados apontam para regularidades no grupo de alunos no que diz respeito à origem social, ao estilo de vida e às condições de vida e de existência, que contribuiriam com a escolha profissional por eles realizada. A representação da docência, na dimensão simbólica, se expressa em determinadas regularidades estruturantes no grupo de estudantes, como no amor e cuidado misturados com o trabalho específico da docência, na disposição em se dedicar a um trabalho socialmente desvalorizado e na crença na posse de determinado dom ou destinação para ser professor. Trata-se de alunos com famílias que, assim como eles, valorizam o fato de estudarem em uma universidade pública, mas que muitas vezes gostariam que seus filhos estudassem em um curso de maior prestígio social, que propiciasse maior retorno financeiro.

The subject of this research is the exercise of teaching focusing on career choice. The purpose is to investigate social factors related to the choice of Pedagogy course by undergraduate students. The questions that guide the research are: "What factors related to the origin, history and social standing contribute to the choice of teaching as a profession? Why the choice of entering in a public university? What is the profile of entrants in the Pedagogy course of the surveyed college? ". The hypothesis is that the professional choice of social workers is related to the social position as regards the objective conditions of life, which is incorporated to individuals as a habitus, which in turn is largely responsible for the choices made in school history. The theoretical foundation was based on concepts of cultural capital, social class and habitus of Pierre Bourdieu, aspects related to educational processes to which the social worker is subject in his social path. This research used two data resources: socioeconomic questionnaire answered by students entering the Pedagogy course in 2014 and semi-structured interviews with ten course students studying in the afternoon and night shifts. The results point to regularities between group of students with regard to social origin, lifestyle, living conditions and existence that contribute to career choices they made. The representation of teaching, in the symbolic dimension, is expressed in certain structural regularities in the group of students, as in the love and care mixed with the specific job of teaching, the willingness to engage in socially undervalued work and belief in possession of given gift or disposition to be a teacher. These are students with families who, like them, value the fact of studying at a public university, but would often like to study or their children to study in a course of greater social prestige, which would provide higher financial return.
Assunto Escolha profissional
Classe social
Pedagogia
Educação
Magistério
Career choice
Social class
Pedagogy course
Education
Teaching
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data 2015-08-11
Publicado em YADA, Jackeline Kyoko. O magistério como opção de carreira: estudo sobre os fatores contributivos para a escolha do curso de Pedagogia em uma universidade pública. 2015. 155f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos, 2015.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/39249

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-39249.pdf
Tamanho: 1.349Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)