Analise da expressao de genes receptores e reguladores de neutotransmissores em um novo modelo animal para esquizofrenia

Analise da expressao de genes receptores e reguladores de neutotransmissores em um novo modelo animal para esquizofrenia

Título alternativo Titulo em ingles: Analysis of gene expression of receptors and regulators of neurotransmitters in an animal model for schizophrenia
Autor Santoro, Marcos Leite Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Recentemente, nosso grupo mostrou que a linhagem Spontaneously Hypertensive Rats (SHR) apresentava uma serie de comportamentos, classicamente, associados com modelos animais de esquizofrenia. O presente projeto propoe investigar se ha diferenca na expressao de genes de receptores e reguladores de neurotransmissores no tecido sanguineo e duas regioes cerebrais (nucleus accumbens - NAcc e cortex pre-frontal - CPF) entre a linhagem de ratos SHR (N=8), modelo de esquizofrenia, e a linhagem de ratos Wistar, linhagem controle, (N=8), ambos tratados com veiculo, e entre os grupos SHR tratado e nao tratado com antipsicoticos (risperidona u N=8, clozapina u N=7, haloperidol u N=7). Nos utilizamos a tecnica de PCRarray para verificar a expressao de 84 genes relacionados a neurotransmissao. Na comparacao entre as linhagens SHR e Wistar encontramos quatro genes diferencialmente expressos no CPF (Chrnb4, Gad2, Qrfpr e Slc5a7) e um no sangue (Sstr4). Alem disso, observamos que o gene Tacr3 apresenta uma expressao diminuida no CPF e aumentada no NAcc do SHR em relacao ao Wistar e que esse gene esta correlacionado positivamente entre o sangue e NAcc e negativamente entre o sangue e CPF dos animais SHR. Com relacao aos grupos tratados com antipsicotico, encontramos tres genes diferencialmente expressos no CPF do grupo clozapina (Drd2, Drd3 e Brs3) e dois no CPF do grupo haloperidol (Brs3 e Sstr4). Nosso trabalho apontou genes diferencialmente expressos entre as duas linhagens que estao envolvidos em importantes vias relacionadas a esquizofrenia, como o Gad2 e o Tacr3, esse ultimo, um potencial biomarcador para a condicao do SHR. A comparacao entre os grupos SHR nao tratado e tratado com antipsicoticos apontou genes, possivelmente, relacionados ao efeito do antagonismo de receptores D2-like e associados a melhora no comportamento, como observado por nos anteriormente. Estes resultados demonstram semelhancas geneticas com a esquizofrenia nessa linhagem, alem de apontar um potencial biomarcador e novos genes, possivelmente, envolvidos com o fenotipo do SHR e comresposta aos antipsicoticos
Assunto Animais
Esquizofrenia
Expressão Gênica
Ratos Endogâmicos SHR
Reação em Cadeia da Polimerase
Análise Serial de Tecidos
Ratos Wistar
Animais
Idioma Português
Data 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 105 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 105 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22234

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)