Avaliacao da eficacia e tolerabilidade da mirtazapina no transtorno depressivo - meta-analise de estudos comparativos

Show simple item record

dc.contributor.author Borborema, Ana Amelia Novaes de [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T22:59:46Z
dc.date.available 2015-12-06T22:59:46Z
dc.date.issued 1998
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 1998. 79 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15746
dc.description.abstract Objetivos: i) Avaliar a eficacia da mirtazapina (novo antidepressivo com atuacao nos sistemas noradrenergico e serotoninergico) no transtorno depressivo em comparacao com antidepressivos triciclicos e placebo; ii) Estabelecer seu perfil de tolerabilidade, analisando os efeitos adversos. Desenho do estudo: Meta-analise de estudos controlados, duplo-cegos e randomizados. Material e metodos: A pesquisa bibliografica foi realizada pelo sistema Medline a partir do ano de 1990, ano de publicacao do primeiro estudo clinico sobre mirtazapina, ate 1997. Utilizamos os termos ORG 3770 e mirtazapine, o que permitiu o acesso aos dez estudos incluidos neste trabalho. Alem disso, obtivemos dados do laboratorio Organon. Os estudos foram avaliados por dois examinadores cegos, obtendo-se escores de qualidade. Resultados: A mirtazapina demonstrou eficacia significantemente superior quando comparada a placebo (OR= O,3 6 IC 95(por cento)= O,25-0,5 I; p< O,OOO I), resultado que foi equivalente ao da anutriptilina: (OR= O,3 7; IC 95(por cento)= O,26-0,82; p< O,OOO I). A comparacao entre mirtazapina e ADT nao revelou diferenca estatisticamente significante entre as drogas. O mesmo foi observado ao se avaliar o numero de pacientes que abandonaram o tratamento por falta de eficacia em ambos os grupos. O abandono do tratamento por efeitos adversos foi maior entre os pacientes tratados com ADT (p = O,O I). A analise da interrupcao prematura do tratamento por qualquer razao nao expressou diferenca entre os grupos. A frequencia de sedacao/sonolencia foi a mesma em ambos os grupos, entretanto, a mirtazapina apresentou significantemente menos boca seca, em comparacao com os ADT, respectivamente 9(por cento) e 14(por cento) (p = O,O I). Conclusoes: Esta revisao sistematica da literatura sugere que: i) em termos de eficacia, a mirtazapina e superior a placebo e comparavel aos ADT no tratamento do transtorno depressivo de moderado a grave; ii) os efeitos anticolinergicos foram significantemente menos frequentes nos pacientes tratados com mirtazapina do que com ADT. Palavras-chave : Mirtazapina; Antidepressivos Triciclicos; Meta-analise; Depressao pt
dc.format.extent 79 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Mianserina pt
dc.subject Metanálise pt
dc.subject Antidepressivos Tricíclicos pt
dc.subject Depressão pt
dc.title Avaliacao da eficacia e tolerabilidade da mirtazapina no transtorno depressivo - meta-analise de estudos comparativos pt
dc.title.alternative Evaluate the efficacy and tolerability of mirtazapine in drepressive disorders - meta-analysis of the comparative study en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-015411.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account