Avaliação renal de pacientes portadores de filariose bancroftiana

Show simple item record

dc.contributor.advisor Schor, Nestor [UNIFESP]
dc.contributor.author Pinheiro, Maria Eliete [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T22:59:39Z
dc.date.available 2015-12-06T22:59:39Z
dc.date.issued 1998
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 1998. 114 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15657
dc.description.abstract As manifestações clássicas de filariose ocasionadas por Wunchereria bancrofti são aquelas associadas com dano linfático; com hiperresponsividade ao parasito ou estado assintomático no qual microfilária é encontrada na circulação periférica. Tem havido vários relatos de ocorrência de anormalidades renais em pacientes com infecção filarial. Para determinar doença renal nesta patologia, estudamos indivíduos microfilarêmicos antes (AT), durante (DT) e após (PT) o tratamento com Dietilcarbamazina (DEC) (6mg/Kg/dia, dose única oral, durante 12 dias). Foram avaliados 96 microfilarêmicos assintomáticos, entre os quais 23 foram submetidos a investigação mais minuciosa. Os pacientes foram selecionados randomicamente, sendo 04 (l7,4(por cento)) mulheres e 19 (82,6(por cento)) homens, com 20ñ 8 (Xñ DP) anos. Todos os indivíduos foram avaliados clínica e laboratorialmente AT, no 5º. e 11º. dias de DEC, sob regime de internação. Eles também foram avaliados com 1,3,6,12,18 e 24 meses após tratamento. Avaliação diagnóstica: uroanálise; proteinúria de 24 h; microfilaremia; microfilarúria; creatinina; clearance de creatinina; uréia; microalbuminúria; "Retinol Binding Protein" (RBP); C3 e C4; eletroforese de proteínas séricas; hemograma e protoparasitológico. Raio-X simples de abdome e ultra-sonografia renal e de vias urinárias também foram realizados rm todos os pacientes e biópsia renal em 10 deles. Um grupo controle de 10 indivíduos, com 25 ñ 2 anos foi submetido aos mesmos procedimentos, exceto à biópsia renal. Todos os pacientes eram assintomáticos AT. A microfilaremia AT era 10,9 ñ 15,8 (X ñ DP) mf/20 µl mas todos os pacientes negativaram 6 meses depois. A microfilarúria foi positiva em 01 paciente. A função renal era normal em 100(por cento) dos pacientes, persistindo desta forma AT. Hematúria transitória foi observada em 01 paciente DT. O grupo controle mostrou função renal normal e proteinúria quantitativamente em níveis normais AT, DT e PT em todos os casos. Diferentemente, excreção de proteína foi 303,8 ñ 168,7* (X ñ DP) mg/24h AT; 335,9 ñ 300,8* no 5º.;280,4 ñ 195,1* no 11º. dia e 304,9 ñ 204,9*; 211,5 ñ 114,3*; 142,8 ñ 67,3; 325,3 ñ 165,7; 302,3 ñ 193,1*; 256,3 ñ 156,6* mg/24h no 1º., 12º., 18º. e 24º. meses de avaliação, respectivamente (p <0,05 vs grupo controle). Portanto, tratamento com DEC não modificou o perfil da proteinúria. RBP foi normal em ...au. pt
dc.format.extent 114 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Filariose pt
dc.subject Rim pt
dc.subject Hematuria pt
dc.subject Glomerulonefrite pt
dc.title Avaliação renal de pacientes portadores de filariose bancroftiana pt
dc.title.alternative Renal evaluation in patients with filariosis bancrofti en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-015317.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account